Mercado fechado

Profissões de baixo valor agregado vão desaparecer, diz presidente da HP

O avanço das tecnologias de automação e inteligência artificial preocupa muitas pessoas que não sabem se suas profissões continuarão existindo no futuro. Para o presidente da empresa de tecnologia HP no Brasil, Claudio Raupp, o potencial de sobrevivência da sua carreira está diretamente relacionado ao seu valor agregado: quanto mais “barata” e menos especializada, maiores são suas chances de extinção.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

“Posições que agregam baixo valor vão ser substituídas por inteligência artificial”, afirma o executivo. Raupp é um dos convidados do mais recente episódio de Líderes, produção original do Yahoo! Finanças que coloca frente a frente as mentes por trás das empresas mais inovadoras do mercado.

PODCAST LÍDERES: OUÇA A CONVERSA COMPLETA AGORA!

Por outro lado, o presidente da HP acredita que o desaparecimento destes cargos de “linha de produção”, como ele define, nos mais diversos setores, também abrirá espaço para o surgimento de novas oportunidades.

“Muitas outras profissões e posições vão ser criadas de muito maior valor agregado. Mas diferentemente de outras revoluções industriais que ocorreram no passado, estas serão profissões altamente ligadas à tecnologia", diz o executivo. “Para ter inteligência artificial, para ter robótica, IoT [internet das coisas, na sigla em inglês], blockchain, impressão 3D, vai ter que ter alguém programando isso. E alguém muito bom.”

A vantagem das gerações que assumirem o mercado nesta nova realidade será, também, a tecnologia, que propiciará novos formatos e maneiras de trabalhar. “As novas posições que vão ser criadas não necessariamente vão estar ao lado da fábrica, ao lado da loja, elas podem estar em qualquer lugar”, diz Raupp. “Em qualquer país.”

Líderes

O programa Líderes é apresentado por Luciana Pioto. A jornalista e atriz foi repórter de vídeos do UOL e também apresentou a previsão do tempo dos dois jornais estaduais da RICTV | Record TV Paraná. Ela também tem um canal no Youtube que, através do protagonismo negro, busca promover a igualdade racial e a empatia.

Assista

No episódio desta semana, os presidentes de Cisco e HP no Brasil, Laércio Albuquerque e Claudio Raupp, explicam como a revolução industrial 4.0 vai mudar até a forma como enxergamos nosso trabalho.

A Cisco é um dos maiores conglomerados tecnológicos do mundo, com atuações que vão desde soluções em segurança até dispositivos wireless. Mundo afora, a empresa foca agora em aplicações para entrar com tudo na tecnologia 5G.

A HP segue como uma das principais fabricantes de notebooks e impressoras do mundo. Recentemente, anunciou no Brasil produtos para entrar na corrida das impressões 3D, voltados especificamente para áreas comerciais de manufatura.

Quem é Claudio Raupp

Claudio Raupp, presidente da HP no Brasil (Foto: Caio Hommer)

Formado em engenharia elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Claudio possui experiência ampla na indústria. Com passagens por IBM e Nokia, ele chegou na HP há 11 anos. Ocupa o cargo de presidente há quatro anos.