Mercado abrirá em 8 h 47 min

LGBTs acreditam que revelar orientação sexual impacta negativamente na carreira

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
LGBTs dizem se sentir pouco apoiados em suas organizações. (Foto: Getty Images)
LGBTs dizem se sentir pouco apoiados em suas organizações. (Foto: Getty Images)

Uma pesquisa inédita da consultoria Accenture revela que profissionais LGBTQIA+ acreditam que revelar a colegas e gestores sua orientação sexual pode trazer um impacto negativo a suas carreiras. As informações são do portal G1.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo a pesquisa, 55% dos LGBTs entrevistados para a pesquisa no Brasil acreditam que “expressar sua identidade e gênero ou orientação sexual” no ambiente de trabalho afeta negativamente suas carreiras.

Leia também

Ou seja, para os entrevistados, o preconceito de colegas e gestores prejudica o desenvolvimento de suas trajetórias profissionais.

Entre os entrevistados, 36% disseram que todos no trabalho sabem de suas orientações sexuais. 24% dizem que apenas os mais próximos sabem. 23% disseram que ninguém sabe. 9% dizem que apenas o chefe direto sabe, enquanto 6% dizem que o RH sabe, e 5% afirmaram preferir não falar a respeito.

Mas os LGBTs dizem não encontrar apoio institucional e de gestores nas empresas em que trabalham. Segundo a pesquisa, apenas 14% dizem se sentir apoiados pelos chefes.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube