Mercado fechado

LG Rollable vaza em vídeo mostrando como funcionaria tela expansível

Infelizmente a LG optou por deixar o ramo de smartphones para focar em outras categorias, como TVs, linha branca e áudio. Com isso, aparelhos que ela planejava trazer para o mercado foram cancelados, incluindo o chamado Rollable com tela expansível. Agora, um vídeo mostrando mais detalhes do dispositivo foi publicado, nos dando uma boa ideia do que ele poderia ter sido.

O vídeo foi publicado em um canal sul-coreano no YouTube, que começa exibindo a caixa do Rollable. A caixa se abre para a lateral, lembrando a ideia do telefone se expandir, e dentro traz um carregador, um cabo USB, manuais e o próprio smartphone.

Olhando para o aparelho em si, ele traz uma traseira onde as suas duas câmeras ficam verticalizadas, com o leitor de impressões digitais logo abaixo compondo o visual.

Na frente, tem uma tela flexível de 6,8 polegadas com tecnologia POLED que pode chegar a até 7,4 polegadas apenas com um gesto com os dedos no painel — pode parecer uma diferença pequena, mas a mudança na proporção do painel faz ele ficar similar ao Galaxy Z Fold 3 quando totalmente "aberto".

O interessante é que quando ele está "fechado", o display que sobra fica voltado para a traseira, totalmente funcional, permitindo usar as câmeras de trás para as selfies. Quando a tela é expandida, o sistema se adapta automaticamente para se adequar à nova situação, mesmo em aplicativos que não foram feitos pela LG.

Um detalhe interessante é que ele não traz botões tradicionais para ligar e desligar, ou mexer no volume, mas sim conta com área sensíveis ao toque na parte esquerda para essa função. O vídeo ainda indica que ele não é tão resistente, com a parte que se expande podendo torcer um pouco com a pressão.

Rollable teria o Snapdragon 888 como processador

Entre outras especificações, o vídeo diz que o aparelho teria o processador Snapdragon 888 da Qualcomm, chipset presente em todos os principais smartphones topo de linha de 2021, aliado a 12 GB de memória RAM e 256 GB de espaço para armazenamento interno. Sua bateria seria de 4.500 mAh, e ele ainda teria uma câmera traseira de 64 MP com OIS e uma secundária com lente ultrawide de 12 MP.

Infelizmente, isso mostra o que o futuro da LG poderia ter sido, caso ela não tivesse desistido do mercado de celulares. Agora é esperar para ver se outras fabricantes, como a OPPO e a Samsung, investirão nesse formato, ou se irão focar totalmente nos dobráveis.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: