Mercado abrirá em 4 h 17 min
  • BOVESPA

    119.297,13
    +485,13 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,97
    +0,79 (+1,31%)
     
  • OURO

    1.747,00
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    64.514,40
    +3.504,13 (+5,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.396,67
    +102,68 (+7,94%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.896,56
    +6,07 (+0,09%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.998,00
    +22,25 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8422
    +0,0110 (+0,16%)
     

LG promete três updates a smartphones mesmo após fim da divisão mobile

Renan da Silva Dores
·3 minuto de leitura

A semana foi marcada pela notícia de que, após inúmeros rumores, a divisão mobile da LG seria de fato encerrada. De acordo com a empresa, a medida é resultado de cinco anos contínuos de prejuízos, seguidos das tentativas frustradas de venda das operações para a vietnamita Vingroup. Apesar disso, a sul-coreana prometeu que não deixaria seus usuários sem suporte, mantendo seu cronograma de atualizações de software.

Hoje, em novo comunicado, a LG trouxe mais detalhes sobre seus planos de suporte, confirmando os modelos que continuarão a receber updates nos próximos anos. A empresa faz ainda promessas bastante ambiciosas, afirmando que chegará a entregar três grandes versões do Android para alguns de seus celulares, mesmo após o fim da divisão, prevista para ser encerrada no final de julho.

Como se sabe, a LG seguirá vendendo seus smartphones enquanto haver estoque nas lojas, que ainda devem perdurar por um tempo significativo. A companhia revelou que seguirá com a produção dos aparelhos até o final do segundo trimestre de 2021, que compreende o período entre os meses de abril e junho, para honrar os contratos com operadoras e parceiros. A promessa dos updates, caso seja cumprida, pode dar um último fôlego para esses dispositivos.

Velvet e linhas premium receberão três updates

De acordo com o anúncio, todos os aparelhos premium da marca lançados a partir de 2019 estão inclusos na promessa de três anos de atualizações. Isso inclui os recentes LG Velvet e LG Wing, como também os três modelos da família LG G8 (G8,G8S e G8X) e os últimos dois lançamentos da série V, o LG V50 e o LG V60.

Modelos premium, como o LG Velvet, receberão três grandes updates de software (Imagem: Reprodução/LG)
Modelos premium, como o LG Velvet, receberão três grandes updates de software (Imagem: Reprodução/LG)

O Velvet, por exemplo, já começou a receber o Android 11 e, assim sendo, está elegível para ser atualizado para o Android 12 e para o Android 13, considerando que o regime anual de updates do sistema operacional da Google seja mantido. O comunicado curiosamente destaca se tratar de uma "promessa de três anos de atualizações", e de uma "garantia de três updates de SO".

Linha K e Stylo limitadas a duas atualizações

A LG prometeu ainda que atualizará os intermediários das famílias K, vendida no Brasil, e Stylo, mas apenas com duas grandes atualizações. A empresa também destaca que "updates futuros dependerão do calendário de disponibilização do Google e do desempenho e compatibilidade do dispositivo". Não está claro, porém, se a sul-coreana se refere às atualizações que prometeu ou ainda a updates além dos anunciados.

A linha LG K de 2020 também será atualizada, mas limitada a dois grandes updates (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)
A linha LG K de 2020 também será atualizada, mas limitada a dois grandes updates (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)

Como lembra o The Verge, as novas promessas da LG surpreendem, considerando que a fabricante não conseguia manter seus smartphones atualizados mesmo quando ainda estava em plena operação. Vale lembrar ainda que essa não é a primeira vez que a companhia se compromete com suporte de software. Em 2018, um "Centro dedicado ao Upgrade de Software" foi aberto justamente para lidar com o atraso das atualizações, mas a iniciativa não obteve bons resultados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: