Mercado abrirá em 6 h 9 min

LG pode estar trabalhando em case dobrável para smartphone com display OLED

Rafael Arbulu

Falando em termos diretos, a coreana LG ainda não entrou no mercado de smartphones com display dobrável. O mais perto que ela passa disso é com o LG G8X ThinQ, um celular de tela dupla unido por um mecanismo de dobra, mas com um dos displays sendo destacável.

Isso pode estar prestes a mudar, mas não da forma como você imagina: segundo uma patente registrada pela empresa sul-coreana e descoberta pelo site holandês Let’s Go Digital, a LG pode começar seu ingresso nesse mercado com um “case-tela” dobrável.

Sim, é tão estranho quanto fazemos parecer.

(Imagem: Reprodução/WIPO)

A patente fala em um tipo de case diferente, constituído por um grande display OLED com capacidades dobráveis, que envolve todo o smartphone e reproduz a visualização da tela dele ao se acoplar por meio de um conector vertical em sua base. Pense no Mi Mix Alpha, da Xiaomi, mas como se a tela inteira dele fosse um case que você remove e insere conforme necessidade. Outra possibilidade é a de “esticar”o case dobrável, aumentando a área de visualização em uma área consideravelmente maior (a tela do smartphone + o case em si).

É uma rota bastante diferente da Samsung e da Huawei, que preferiram fazer da tela do próprio aparelho um display dobrável no Fold e no Mate X, respectivamente. Mas há uma vantagem aqui: no caso de uma queda ou quebra por acidente, você estaria apenas providenciando o conserto de um case, preservando o smartphone. Isso deve ser bem mais barato do que consertar uma tela especial, como é o caso dos dois concorrentes citados.

(Imagem: Reprodução/WIPO)

A LG tem um histórico interessante em adotar medidas “fora da caixa”, tanto para o bem como para o mal: foi ela quem tentou, sem sucesso, introduzir os smartphones modulares em 2016 e 2017, ao passo que foi ela mesma quem começou a implementar o leitor de impressões digitais e o design de dupla câmera traseira com lente grande angular – ambos, padrões do mercado atual.

Evidentemente, não há informações concretas sobre o novo case e, para todos os efeitos, patentes são registradas o tempo todo e não necessariamente significam uma conversão em produtos finais. Mas não se pode deixar de cumprimentar a LG por pensar em uma solução que simplifique um setor que já caminha para ser um dos mais caros da história dos smartphones.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: