Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.577,54
    -1.800,96 (-2,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

LesboCenso quer mapear renda, trabalho e educação de lésbicas no Brasil

·2 minuto de leitura
O levantamento quer delinear o perfil sociodemográfico de lésbicas através de informações sobre trabalho, educação, violências, saúde, relacionamentos, relações familiares e redes de apoio (Divulgação)
O levantamento quer delinear o perfil sociodemográfico de lésbicas através de informações sobre trabalho, educação, violências, saúde, relacionamentos, relações familiares e redes de apoio (Divulgação)
  • Pesquisa pretende traçar os perfis sociodemográficos de mulheres que se relacionam com mulheres

  • Os dados nortearão a construção de políticas públicas e ações de combate à violência

  • Levantamento conta com o apoio de ativistas e organizações de todo o país

"Você se identifica como lésbica, sapatão, homossexual feminina, mulher gay, entendida, fancha ou outra nomeação que se refere a mulheres que se relacionam afetiva e/ou sexualmente com mulheres?". É a partir desta pergunta que as participantes do 1° LesboCenso Nacional iniciam o formulário de perguntas.

Leia também:

Com questões sobre renda, trabalho, educação, saúde, relacionamentos, relações familiares e redes de apoio, o questionário faz parte de uma audaciosa pesquisa que tem como objetivo coletar dados para tentar mudar o cenário de subnotificações de crimes, violação de direitos e da falta de políticas públicas específicas para mulheres lésbicas.

"Nem o censo do IBGE, nem a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua perguntam a orientação sexual ou a identidade de gênero das pessoas", diz o site do projeto. A ausência de dados e informações com recortes específicos dificulta a criação de leis e projetos para garantir a promoção de direitos e de combate à violência.

A partir da coleta de dados será possível observar os fatores que contribuem para uma maior vulnerabilidade individual, social e programática de lésbicas no Brasil. 

"O LesboCenso é realizado por meio de um formulário virtual, com respostas anônimas, para a seguranças das respondentes que serão analisados pelas pesquisadoras do projeto, para elaboraremos uma cartilha de discussão, formação e elaboração de propostas para políticas públicas específicas para nós", explica Glau Soares, coordenadora do LesboCenso Nacional.

Pesquisa reúne mulheres lésbicas do Brasil inteiro

O 1° LesboCenso Nacional é uma realização da Coturno de Vênus, uma associação lésbica e feminista de Brasília, com a Liga Brasileira de Lésbicas. Lançado no Dia da Visibilidade Lésbica (29 de agosto), o mapeamento conta com o apoio de mulheres de diversos estados e organizações do país.

Para participar, basta se identificar como mulher lésbica e responder o questionário anexado no site do projeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos