Mercado fechará em 5 h 8 min

Leo Jaime critica quem pede intervenção militar: "Muita ignorância"

Bárbara Saryne
·2 minutos de leitura
O ator falou sobre a crise econômica (Foto: Reprodução/Instagram/@leojaime)
O ator falou sobre a crise econômica (Foto: Reprodução/Instagram/@leojaime)

Após a aprovação do lançamento da cédula de R$ 200 pelo Conselho Monetário Nacional do Banco Central, Leo Jaime usou suas redes sociais para interagir com os fãs. O ator, que sempre se posiciona acerca de polêmicas, criticou as pessoas que pedem intervenção militar.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Na ditadura a inflação chegou a 85% ao mês. Os preços nos supermercados eram trocados, aumentados, 3 vezes por dia ou mais. E tem gente que acha que essa foi uma época boa. É muita ignorância”, escreveu.

Nos comentários, Jaime recebeu apoio de internautas que estão preocupados com a desvalorização do real. “Essa nota de R$ 200 está me assustando. Seria um dejavú de 30 anos?”, perguntou uma seguidora. “Ontem, com a notícia de dobrar o valor da maior nota em circulação, tentei explicar o que foi”, disse outra. “Lembro-me de ir comprar pão (de manhã cedo), e que quinze pães (somos oito irmãos), custava, sei lá, CR$30.000,00 (ninguém pensava em centavos, lembra?). De tarde, quando ia comprar de novo, já era o dobro do preço! E tem mais: o preço era unitário; não era por peso”, explicou mais uma.

Como acontece com todo assunto polêmico, alguns criticaram a postagem de Leo Jaime e justificaram o motivo pelo qual apoiariam a intervenção. “Você está falando de 40 anos atrás, o mundo era outro, não tem como comparar com os dias de hoje”, disse um seguidor. “Melhor se preocupar com sua arte, pois de história e economia você não manja nada”, criticou outro.