Mercado fechará em 5 h 31 min
  • BOVESPA

    109.604,21
    -584,36 (-0,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,69
    +0,44 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.787,00
    +4,60 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    16.843,38
    -185,00 (-1,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,24
    -6,56 (-1,63%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.516,65
    -4,74 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.452,75
    -113,25 (-0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5081
    +0,0294 (+0,54%)
     

Lenacapavir: pesquisa vai testar remédio semestral na prevenção do HIV no Brasil

Para a prevenção de novas infecções do HIV, umas das alternativas é o uso da Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), disponível há 5 anos no Brasil. Nestes casos, o paciente precisa tomar diariamente um comprimido, o que o protege contra o vírus da Aids. Facilitando a prevenção, pesquisa brasileira começa a testar o Lenacapavir, que é uma injeção subcutânea aplicada uma vez a cada seis meses.

A pesquisa com o remédio semestral na prevenção do HIV é parte do estudo internacional Purpose 2 e envolve voluntários dos Estados Unidos, da África do Sul, do Peru e do Brasil. No caso brasileiro, os testes serão coordenados por pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP (Fmusp), em São Paulo.

“Quando pensamos em prevenção do HIV, o melhor método de prevenção para cada pessoa é aquele método que a pessoa escolhe usar e consegue usar de forma correta e de forma constante”, afirma Ricardo Vasconcelos, pesquisador e coordenador do estudo, para o Jornal da USP.

Como será o estudo com Lenacapavir na prevenção do HIV no Brasil?

O foco da pesquisa com o Lenacapavir é comprovar a eficácia e a segurança desta nova modalidade de PrEP contra o HIV. No estudos clínicos, os cientistas irão comparar os efeitos do remédio semestral com os da Truvada, a PrEP oral disponibilizada hoje no Sistema Único de Saúde (SUS).

"Você irá receber o Truvada (dose diária) e a aplicação da injeção do Lenacapavir (a cada 6 meses). Um destes medicamentos será placebo e outro a droga ativa. Se o estudo comprovar que o Lenacapavir é uma droga eficaz para prevenção ao HIV, será um passo muito importante para a inclusão de uma nova tecnologia de prevenção", explica a Casa da Pesquisa, que é o Centro de Referência e Treinamento (CRT) de DST/Aids em São Paulo, em comunicado sobre o estudo.

Quem pode participar da pesquisa com a PrEP semestral?

Para participar da pesquisa com o remédio semestral de prevenção ao vírus da Aids, é necessário que o paciente tenha mais de 18 anos, não tenha realizado exame para o HIV nos últimos três meses e não tenha usado outras PrEPs no último trimestre. Além disso, deve se enquadrar em um dos seguintes perfis:

  • Pessoas trans que fazem sexo anal receptivo com homens cisgêneros e/ou pessoas transgêneros;

  • Homens cisgêneros que praticam sexo anal receptivo com homens cisgêneros e/ou pessoas transgêneros.

Os interessados em participar da pesquisa, encontram maiores detalhes sobre o recrutamento nas páginas do Instagram do Pec (@pecnasredes) e da Casa da Pesquisa (@pesquisacrt).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: