Mercado fechado

Leilão de Cepacs arrecada R$ 512 mi, segundo Prefeitura de São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo arrecadou R$ 512 milhões em leilão de Cepacs (Certificados de Potencial Adicional de Construção) realizado nesta terça-feira (26). O valor é 41% acima do preço inicial, segundo a administração municipal.

Os títulos negociados fazem parte da sexta rodada de leilões no âmbito da Operação Urbana Consorciada Água Espraiada e serão destinados a obras públicas e serviços nos distritos de Jabaquara, Campo Belo, Itaim Bibi, Morumbi, Vila Andrade e Santo Amaro. Está prevista a construção de conjuntos habitacionais, além de obras de infraestrutura urbana.

Os Cepacs funcionam como uma espécie de crédito para as construtoras erguerem empreendimentos acima de um limite previsto em lei em determinadas regiões da cidade. A contrapartida é usada pela prefeitura para custear obras de infraestrutura, entre outras melhorias.

A ponte Octavio Frias de Oliveira, mais conhecida como Estaiada, o viaduto Lino de Moraes Leme e os prolongamentos das avenidas Jornalista Roberto Marinho e Doutor Chucri Zaidan são exemplos de obras viárias feitas a partir do leilão de Cepacs da operação urbana Água Espraiada.

O leilão realizado nesta terça-feira havia sido barrado pelo TCM (Tribunal de Contas do Município) em fevereiro deste ano em decorrência de problemas no edital, que foram solucionados, segundo a prefeitura.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos