Mercado fechado

The Legend of Zelda pode ganhar série animada na Netflix

Nathan Vieira

Não é recente a onda de boatos em torno do interesse por parte da Netflix em produzir uma série baseada em The Legend of Zelda. Agora, uma página foi criada no IMDb com direito até a algumas imagens de uma suposta série animada da franquia — o que contraria os primeiros rumores de que a série seria um live-action, estilo Game of Thrones.

Essa página da IMDb continua sendo a maior evidência de uma série em potencial e, segundo informações do próprio IMDb, a série The Legend of Zelda já até está sendo filmada. A Nintendo é a empresa de produção por trás da série, com a Netflix como distribuidora.

Imagem que acompanha a página da suposta série no IMDb

As especulações apontam, inclusive, que o estilo da animação de The Legend of Zelda seria muito semelhante ao que a Netflix fez com Castlevania. Além disso, de acordo com esses rumores, o estúdio responsável pela animação em si seria o Studio Ghibli, sediado em Koganei, Tóquio. Fundado em 1985, o estúdio já produziu 21 filmes de animação, sendo o primeiro O Castelo no Céu e o mais recente Omoide no Marnie.

Por sua vez, The Legend of Zelda é uma série de jogos da Nintendo criada em 1986 por Shigeru Miyamoto e Takashi Tezuka. Os jogos se passam no reino de Hyrule, num ambiente de fantasia. O protagonista é o jovem herói Link (que não se chama Zelda, o que é sempre muito importante lembrar), cuja missão é proteger o reino de Hyrule e a Triforce, relíquia deixada pelas Deusas criadoras do mundo capaz de realizar desejos trazendo uma era de harmonia e prosperidade. A jogabilidade mistura aventura e ação com elementos diversos. Mais de três décadas se passaram desde o lançamento do primeiro jogo, Legend of Zelda, no NES.

Arte não-oficial feita por Salvamakoto, um fã da série animada

Como nada foi confirmado ainda, é preciso conter as expectativas e ficar no aguardo de um posicionamento por parte de alguma das empresas envolvidas. No entanto, uma série sobre a franquia de games poderia atrair um grande público, que já aguarda isso há anos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: