Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,22
    +1,24 (+1,68%)
     
  • OURO

    1.759,40
    +7,70 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    44.299,98
    +1.852,56 (+4,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.107,32
    +4,26 (+0,39%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.265,82
    +73,66 (+0,30%)
     
  • NIKKEI

    30.332,25
    +83,44 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    15.392,25
    +73,50 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2580
    +0,0024 (+0,04%)
     

Ledecky tentará duas medalhas de ouro em um dia, mas terá Titmus pelo caminho

·1 minuto de leitura
Kathleen Ledecky, dos EUA, e Ariarne Titmus, da Austrália, nos Jogos de Tóquio

TÓQUIO (Reuters) - A segunda disputa entre Katie Ledecky e Ariarne Titmus esquentará a piscina na Olimpíada de Tóquio nesta quarta-feira, com a grande nadadora norte-americana tentando acrescentar mais duas medalhas de ouro à sua coleção que já conta com cinco.

Ledecky começará com os 200m nado livre, prova em que é a atual campeã e para a qual se classificou com o terceiro melhor tempo para a final, com a australiana Titmus com o primeiro. A norte-americana retornará pouco mais de uma hora depois para os 1.500m nado livre.

A prova de 200m será a segunda grande disputa entre a norte-americana e sua rival, após a vitória emocionante de Titmus nos 400m. A australiana, favorita à sua segunda medalha de ouro nos Jogos, nadará na raia quatro.

Uma ameaça às duas é Siobhan Haughey, de Hong Kong, que ficou em um próximo segundo lugar na semifinal, na raia cinco.

"Não é apenas Katie e eu. É uma prova muito, muito forte. Está aberta", disse Titmus.

Outra medalha de ouro tornaria Titmus a primeira mulher australiana a completar a dobradinha dos 200m e 400m em uma Olimpíada desde Shane Gould nos Jogos de Munique em 1972.

Ledecky é a clara favorita nos 1.500m, após se classificar de longe com o melhor tempo e também deter o recorde mundial. Além disso, Titmus não estará nessa prova.

(Por Alan Baldwin em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos