Mercado abrirá em 4 h 2 min
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,94
    -2,15 (-2,33%)
     
  • OURO

    1.799,30
    -16,20 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    24.051,52
    -616,03 (-2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    571,78
    +0,50 (+0,09%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.514,53
    +13,64 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.521,50
    -56,25 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1906
    -0,0129 (-0,25%)
     

Lavrov oferece garantias sobre fornecimento de grãos russos em visita ao Egito

CAIRO (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, ofereceu garantias sobre o fornecimento de grãos russos ao Egito durante uma visita ao Cairo neste domingo, enquanto pairam incertezas sobre um acordo para retomar as exportações ucranianas do Mar Negro.

O Egito é um dos maiores importadores de trigo do mundo e, no ano passado, 80% dessas importações vieram da Rússia e da Ucrânia. A invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro interrompeu os embarques e acelerou um aumento nos preços globais das commodities, impondo um choque financeiro ao Egito.

Em sua resposta à guerra, o Egito se viu dividido entre seus laços de longa data com a Rússia e sua estreita relação com as potências ocidentais que impuseram sanções e tentaram isolar Moscou.

"Reafirmamos o compromisso dos exportadores de grãos russos de cumprir todos as suas obrigações", disse Lavrov em entrevista coletiva ao lado do colega egípcio Sameh Shoukry.

Desde o início da guerra, o bloqueio de portos ucranianos pela frota russa do Mar Negro fez com que dezenas de milhões de toneladas de grãos ficassem presas, piorando os gargalos da cadeia de suprimentos global.

Rússia, Ucrânia, Turquia e ONU assinaram um acordo na sexta-feira para retomar as exportações de trigo ucraniano por mar, mas um ataque russo à Odessa no sábado colocou a implementação do acordo em dúvida.

(Por Aidan Lewis)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos