Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,44
    -0,22 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.785,90
    +3,00 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    31.728,45
    -3.984,18 (-11,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    762,93
    -87,41 (-10,28%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.134,50
    +4,50 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9723
    -0,0030 (-0,05%)
     

Latam inão pretende vender sua operação brasileira à Azul

·1 minuto de leitura
A LATAM Airlines plane carrying a shipment of the Sinovac coronavirus disease (COVID-19) vaccine arrives at Carrasco Airport in Montevideo, Uruguay February 25, 2021. REUTERS/Mariana Greif
Além de reforçar que não há conversas para a venda da empresa, a Latam também anunciou o fim do acordo de compartilhamento de voos com a Azul,

O Grupo Latam afirmou que não tem a intenção de vender a parte de sua operação brasileira para a Azul.

Leia também:

Em entrevista ao Estadão, o presidente da empresa no Brasil, Jerome Cadier, ressaltou que “a força da Latam está na complementaridade das operações em diferentes países e que não faria sentido economicamente separar o Brasil do grupo”.

A declaração de Cadier veio um dia após a Azul sinalizar que estaria interessada em comprar a concorrente ao declarar que “a consolidação do setor é uma tendência no pós-pandemia”.

Além de reforçar que não há conversas para a venda da empresa, a Latam também anunciou o fim do acordo de compartilhamento de voos com a Azul, firmado em 2020, durante um dos piores momentos da pandemia, e que tinha como objetivo ajudar ambas as companhias no aumento de suas receitas. O motivo, segundo Cadier, foi que o resultado ficou muito aquém do esperado.

Ainda segundo Cadier, a Latam está aos poucos retomando seu crescimento no Brasil e há planos de contratação de pelo menos 750 tripulantes até dezembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos