Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.038,35
    +63,69 (+0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Latam Airlines tem prejuízo trimestral menor, ainda afetado por custos de combustível

SANTIAGO (Reuters) - A Latam Airlines, maior companhia aérea da América do Sul, divulgou nesta terça-feira um prejuízo líquido no terceiro trimestre de 296 milhões de dólares, ainda afetado pelos altos preços dos combustíveis.

O desempenho da companhia com sede no Chile se compara a um prejuízo de 694 milhões de dólares no mesmo período de 2021.

A receita da Latam de julho a setembro somou 2,587 bilhões de dólares, alta de 97% sobre um ano antes.

A companhia criada em 2012 pela fusão da chilena LAN com a brasileira TAM, opera no Chile, Brasil, Colômbia e Peru.

Os resultados seguem a saída da empresa da recuperação judicial, após cerca de dois anos.

"Estamos cautelosos com o que enxergamos daqui para frente... pois vemos um ambiente macroeconômico mais difícil, uma pandemia que ainda não acabou e um preço do combustível ainda muito alto", disse Ramiro Alfonsin, vice-presidente de finanças da Latam.

(Por Fabian Cambero)