Mercado abrirá em 7 h 37 min
  • BOVESPA

    122.964,01
    +1.054,98 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.655,29
    -211,86 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,42
    +0,14 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.829,80
    -6,30 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    57.412,71
    +2.259,15 (+4,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.555,11
    +1.312,43 (+540,81%)
     
  • S&P500

    4.152,10
    -36,33 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    34.269,16
    -473,66 (-1,36%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.040,27
    +26,46 (+0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.046,94
    -561,65 (-1,96%)
     
  • NASDAQ

    13.253,00
    -93,00 (-0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3322
    -0,0132 (-0,21%)
     

The Last of Us | Remake para o PlayStation 5 pode estar em produção

Wagner Wakka
·2 minuto de leitura

A Sony está trabalhando em um remake de The Last of Us, o primeiro jogo da franquia lançado lá em 2013. A informação vem de uma reportagem da Bloomberg focada no estúdio de suporte da Sony que iniciou o projeto em 2019.

O texto fala sobre o Visual Arts Service Group, um estúdio interno do PlayStation Studios que nasceu para apoiar outras desenvolvedoras internas da Sony. Contudo, o grupo tentou produzir um título sozinho para atuar sem dar apoio a outro estúdio. Agora, a Bloomberg afirma que esse título é o remake de The Last of Us. O cronograma era de que ele fosse lançado em 2019, junto à continuação para PlayStation 5. Como aconteceu, nem o console, nem The Last of Us 2 chegaram naquele ano, sendo adiados para 2020.

Todo o projeto do remake vinha sendo desenvolvido pela Visual Arts Service Group e em 2019 o time apresentou como os trabalhos estavam caminhando antes de apresentar como que seria o título final. A data é importante, já que foi naquele ano que Hermen Hulst tomou a liderança do Worldwide Studios. A proposta era mover o então presidente Shurei Yoshida para o setor de games independentes e colocar Hulst no caminho dos grandes estúdios.

Segundo os entrevistados pela Bloomberg, Hulst achou que havia um investimento acima da média direcionado para o remake e que a Sony estava gastando bastante com títulos do gênero. Resultado: ele modificou toda a estratégia.

O Visual Arts Service Group passou a ajudar a Naughty Dog, desenvolvedora original da franquia, no polimento de The Last of Us 2. Ou seja, o estúdio voltou à posição de suporte. Assim, a proposta era que Hulst não daria mais dinheiro para o Visual Arts Service Group, mas deslocaria uma parte da equipe da Naughty Dog para colaborar com o remake após o término de The Last of Us 2.

De fato, segundo a reportagem, foi o que aconteceu. Contudo, foi o Visual Arts Service Group que passou a ser incluído no orçamento da Naughy Dog. Assim, na prática, o projeto está na mão do maior estúdio e o Visual Arts Service Group voltou definitivamente à função de estúdio de suporte. Tudo o que eles não queriam.

A Bloomberg aponta que uma dezena de funcionários, então, pediu demissão por conta dessa reorganização. Entre eles estaria Michael Mumbauer, fundador do Visual Arts Service Group.

O desfecho de toda essa novela é que um remake de The Last of Us está, portanto, em desenvolvimento, sendo que a Sony ainda não confirmou a informação. Se os dados da reportagem se confirmarem, é possível que a Naughty Dog anuncie o título em breve.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: