Mercado fechará em 1 h 34 min
  • BOVESPA

    108.924,85
    +1.095,12 (+1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.800,73
    -534,78 (-1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,74
    +0,60 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.888,80
    +4,00 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    22.969,12
    +9,76 (+0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    529,60
    -7,29 (-1,36%)
     
  • S&P500

    4.125,58
    -38,42 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.994,50
    -162,19 (-0,47%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.554,25
    -222,50 (-1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6010
    +0,0239 (+0,43%)
     

The Last of Us | Criminosos usam estreia da série para roubar dados e cripto

A estreia de The Last of Us, adaptação do game de sucesso da plataforma PlayStation pela HBO, foi um fenômeno que chegou a derrubar a plataforma de streaming neste domingo (15). Diante de tanta expectativa, é claro que os golpistas também iriam se aproveitar, com a promessa de uma versão PC do primeiro game da franquia sendo a isca para infectar os computadores das vítimas com vírus.

O foco está no roubo de dados pessoais e criptomoedas das vítimas, a partir de um arquivo malicioso que se passa pelo game que, diga-se de passagem, nem saiu ainda para PC, tendo lançamento marcado nesta plataforma para março. Em outra instância de golpe, o título é oferecido ao lado de prêmios que vão de um cartão-presente de US$ 100 (cerca de R$ 510) no jogo Roblox até um PlayStation 5; tudo em troca de credenciais de acesso e dados de cartão de crédito.

Para ter a chance de receber as regalias e ter acesso a um código de ativação de The Last of Us para PC, os usuários são incentivados a inserir as informações em um site fraudulento. Em todos os casos, os dados são enviados aos criminosos, enquanto as vítimas só sabem que caíram em um golpe quando é tarde demais e percebem compras indevidas no cartão, carteiras de criptomoedas vazias ou documentos sendo usados em fraudes de identidade.

<em>Download de versão pirata de The Last of Us para PC, que nem saiu ainda, serve de isca para instalação de malware que pode roubar dados e criptomoedas dos usuários (Imagem: Reprodução/Kaspersky)</em>
Download de versão pirata de The Last of Us para PC, que nem saiu ainda, serve de isca para instalação de malware que pode roubar dados e criptomoedas dos usuários (Imagem: Reprodução/Kaspersky)

A Kaspersky aponta ainda que, no caso do download da versão pirata do game, o malware permanece inativo e sem causar danos no computador das vítimas. Pragas assim, também, podem usar o dispositivo em outros ataques, além de manter a porta aberta para que criminosos instalem novos vírus ou se aproveitem da brecha para explorações adicionais contra os fãs do jogo e da série.

O uso de temas em alta, como a estreia de The Last of Us, é comum no portfólio dos cribercriminosos, o alerta considera curioso o fato de, em vez de tentarem enganar oferecendo um falso acesso antecipado à série, os golpistas terem preferido focar no jogo. “Isso mostra que os gamers, especialmente os mais novos, que ainda não sabem o suficiente sobre cibersegurança, estão entre os principais públicos-alvo dos [bandidos]”, explica Olga Svistunova, expert em segurança da Kaspersky.

Para evitar serem vítimas, os usuários devem evitar clicar em links que ofereçam jogos piratas ou links de acesso antecipado a episódios de séries ou filmes. Manter o sistema operacional e apps atualizados, além de uma solução de segurança ativa no PC e smartphone, ajuda na vigilância contra links maliciosos, tentativas de instalação de malware e intrusões.

Para consumir o conteúdo, prefira meios oficiais como as plataformas oficiais de jogos para PC e consoles, assim como serviços de streaming reconhecidos. No caso de The Last of Us, especificamente, vale lembrar que a versão PC do game chega apenas em 3 de março, enquanto os episódios semanais vão ao ar todo domingo, às 23h, na HBO e seus apps.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: