Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.778,80
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    32.505,66
    +828,96 (+2,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    767,68
    -26,65 (-3,36%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.276,00
    +17,75 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9198
    0,0000 (0,00%)
     

Lançamento do telescópio espacial James Webb pode ser adiado mais uma vez

·3 minuto de leitura

O último teste do Telescópio Espacial James Webb (JWST, sigla em inglês) foi realizado no dia 11 de maio deste ano, ao abrir seu espelho primário pela última vez. Após muitos adiamentos para o lançamento do telescópio, a data atual segue prevista para o dia 31 de outubro, mas, segundo um relatório divulgado pelo Government Accountability Office (GAO), existe uma chance de que o grande dia seja adiado mais uma vez. Agora, não por conta de algum problema com o JWST, mas, sim, com o foguete responsável por levá-lo ao espaço — o Ariane 5.

O telescópio James Webb foi construído em 2016 e, inicialmente, seria lançado em 2018. Mas, por conta de uma série de problemas técnicos, a data para seu lançamento foi adiada algumas vezes. O motivo mais recente foi por conta do atraso no cronograma da missão provocado pela pandemia. Mesmo com todos os testes do telescópio realizados e com bons resultados obtidos, agora o foguete Ariane 5, responsável por lançar o telescópio para a órbita da Terra, apresenta algumas anomalias, segundo o relatório da GAO publicado no último dia 13 de maio.

Foguete Ariane 5, um lançador descartável desenvolvido pela Arianespace sob supervisão da ESA (Imagem: Reprodução/ESA/CNES/Arianespace0)
Foguete Ariane 5, um lançador descartável desenvolvido pela Arianespace sob supervisão da ESA (Imagem: Reprodução/ESA/CNES/Arianespace0)

Ao que tudo indica, o problema do lançador está em sua carenagem, que é a parte da frente do foguete (o “nariz”), responsável por proteger a sua carga enquanto acelera cortando a atmosfera da Terra. Ao chegar ao espaço, a carenagem se separa do foguete em duas partes e posteriormente cai em direção à superfície. Acontece que, em dois lançamentos recentes com o Ariane 5, o foguete experimentou, segundo a GAO, “acelerações inesperadas do veículo” no momento de separação da carenagem. Portanto, os lançamentos seguintes foram adiados enquanto a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Arianespace, fabricante do foguete, investigam a origem do problema.

Por enquanto, a NASA não divulgou nenhuma revisão quanto à data de lançamento do JWST, a qual segue prevista para o próximo dia 31 de outubro. Ainda existem dois lançamentos do Ariane 5 programados para junho e agosto, sendo que a equipe tentará solucionar a falha detectada com a carenagem do foguete em tempo para que esses lançamentos aconteçam. Se o lançamento de junho revelar que o problema foi superado, o telescópio James Webb pode ser lançado dentro do atual cronograma.

Concepção artísitica do James Webb em órbita (Imagem: Reprodução/Adriana Manrique Gutierrez/NASA)
Concepção artísitica do James Webb em órbita (Imagem: Reprodução/Adriana Manrique Gutierrez/NASA)

Na semana passada, o telescópio realizou seu último teste de abertura aqui na Terra do seu sistema de espelhos, com cerca de 6,5 metros de diâmetro — a próxima vez será no espaço. A expectativa agora é de que o lançamento siga confirmado para outubro deste ano e, se for o caso de atrasar mais uma vez, que esse adiamento não passe de algumas semanas, apenas. Afinal, são muitos anos de espera pelo momento em que o sucessor do Telescópio Espacial Hubble dará início à sua exploração do universo, desvendando mistérios ocorridos poucos momentos após o Big Bang,

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos