Lançamento do PlayStation 4 é o início de um novo ciclo nos jogos eletrônicos

A Sony apresentou nesta quarta-feira durante o evento "PlayStation Meeting 2013", em Nova York, o PlayStation 4, …
SÃO PAULO – Os consoles de vídeo game costumam passar cerca de cinco anos no centro das atenções antes do lançamento de uma nova geração. Nesta quarta-feira (20) deve começar um novo ciclo com o lançamento do PlayStation 4, da Sony.

Leia também:
'A tecnologia de games ensina coisas muito rápido'
Carne virou controle de jogo em competição de games independentes

De acordo com o canal CNBC, o novo aparelho não é só o começo de um novo ciclo, como também um passo essencial para a reconstrução da empresa japonesa. Para o CEO e fundador do Digital World Research, P.J. McNealy, em muitas partes do mundo a Sony está beirando a irrelevância, em relação ao que era há 12 anos. “Ainda há um segmento de mercado que gosta da marca, porém a participação deste mercado está encolhendo”, explica.

O presidente e CEO da Sony, Kazuo Hirai, declarou que o console de vídeo game é um dos três pilares que irão reconstruir a empresa, sendo os outros dois os dispositivos móveis e de imagem digital.

Gerações anteriores
O PlayStation 2, laçado em 2000, é o console mais vendido de todos os tempos, movimentando mais de 150 milhões de unidades. No entanto, o PlayStation 3 ficou aquém desses números, atingindo 77 milhões de unidades vendidas atualmente. Segundo o analista sênior do MKM Partners, Eric Handler, este foi um ciclo decepcionante para a empresa. “As pessoas querem comprar um console que tem um valor maior de entretenimento”, explica ao comparar com o caso do Wii, da Nintendo.

O valor de entretenimento é usado pelos fabricantes para justificar os altos preços dos aparelhos. Sendo que a Sony foi muito criticada por lançar o PS3 com preço inicial de US$ 600 (cerca de R$ 1.175,46, de acordo com a cotação do Banco central do Brasil do dia 19 de fevereiro de 2013).

Evolução
Além dos vídeo games interativos, a Sony também sofre com o surgimento dos jogos móveis, como o Nintendo Wii U e os jogos compatíveis com smartphones e tablets. Isso pressiona a empresa não só para demonstrar as novas capacidades do PS4, mas também manter o preço a um nível aceitável para os consumidores.

Carregando...