Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.428,11
    +111,76 (+0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Lançamento da missão lunar CAPSTONE, da NASA, é adiado para 25 de junho

Mais uma vez o lançamento da missão lunar CAPSTONE, da NASA, foi adiado, desta vez para 25 de junho. A agência espacial norte-americana e a Rocket Lab, responsável por lançar o pequeno satélite, anunciaram a mudança nesta terça-feira (14), mas sem explicar o motivo.

O lançamento estava originalmente previsto para outubro de 2021, mas sofreu sucessivos adiamentos. Só no último mês foram cinco datas: 27 de maio, 31 de maio, 6 de junho, 13 de junho e, agora, 25 de junho.

A missão CAPSTONE (sigla para "Cislunar Autonomous Positioning System Technology Operations and Navigation Experiment") apoiará as futuras missões do Programa Artemis.

Uma vez lançado, o satélite do tamanho de um micro-ondas, com apenas 25 kg, viajará para uma órbita de halo quase retilínea (NRHO) ao redor da Lua. Ele estudará esta órbita, que será ocupada pela estação lunar Gateway, que atuará como um ponto de apoio aos astronautas das missões Artemis.

Até hoje, nenhum sonda ocupou uma NRHO lunar, por isto a missão CAPSTONE ajudará a reduzir os riscos para futuras espaçonaves ao redor da Lua, além de validar tecnologias inovadoras de navegação ao verificar a dinâmica deste tipo de órbita, segundo a NASA.

Esta será a principal missão do pequeno satélite, mas ele também apoiará uma série de trabalhos pioneiros, como testes de comunicação e navegação em conjunto com a sonda Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), da NASA, que orbita a Lua desde 2009.

A missão será lançada por um foguete Electron da Rocket Lab, a partir do Complexo de Lançamento 1 da empresa, localizada na Ilha Norte da Nova Zelândia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos