Mercado abrirá em 4 h 38 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,81
    -0,24 (-0,37%)
     
  • OURO

    1.693,00
    +15,00 (+0,89%)
     
  • BTC-USD

    53.733,20
    +3.729,76 (+7,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.083,01
    +58,80 (+5,74%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.702,49
    -16,64 (-0,25%)
     
  • HANG SENG

    28.671,44
    +130,61 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.492,50
    +195,25 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9831
    +0,0233 (+0,33%)
     

Lalo de Almeida é premiado como o fotógrafo ibero-americano do ano

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Lalo de Almeida foi premiado como o fotógrafo ibero-americano do ano pelo concurso Poy Latam (Pictures of the Year International), uma das mais importantes premiações de fotografia documental da América Latina. A premiação destacou a cobertura que Lalo fez na Folha de S.Paulo dos incêndios que devastaram o Pantanal de agosto a outubro de 2020. As imagens capturadas por ele mostram animais mortos, o esforço dos brigadistas, o impacto e a extensão das chamas no bioma brasileiro. Lalo é colaborador na Folha, onde trabalhou por 23 anos, e do jornal norte-americano The New York Times. Ele é o autor das fotografias do livro "Nas asas do correio aéreo", trabalho finalista do Prêmio da Fundação Conrado Wessel. Com vários prêmios nacionais e internacionais ao longo da carreira, Lalo estudou fotografia no Instituto Europeo di Design em Milão, na Itália. Após retornar ao Brasil, trabalhou em diversos veículos, enquanto desenvolvia projetos de fotografia jornalística. O Poly começou em 1944 como concurso fotográfico do Instituto Reynolds de Jornalismo da Universidade de Missouri, em Columbia, nos Estados Unidos. Além do prêmio de fotógrafo do ano para Lalo de Almeida, também foram premiados, em outras categorias, os fotógrafos Felipe Fittipaldi (categoria meio-ambiente), Raphael Alves (pandemia) e Maurício Lima (retrato). Receberam menção honrosa Felipe Dana (pandemia) e Avener Prado (notícias).