Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.994,37
    +1.924,68 (+1,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.583,76
    -13,53 (-0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,64
    +3,38 (+5,10%)
     
  • OURO

    1.780,00
    -3,90 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    49.177,85
    +392,35 (+0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.270,57
    +10,41 (+0,83%)
     
  • S&P500

    4.591,52
    +53,09 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.214,29
    +634,21 (+1,83%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.845,50
    +127,75 (+0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4136
    +0,0183 (+0,29%)
     

Lagarde diz que BCE está revisando regras para ativos das autoridades de política monetária

·1 min de leitura

FRANKFURT (Reuters) - A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse nesta quinta-feira que o banco está revendo suas regras sobre os ativos pessoais das autoridades de política monetária e se esforçou para ser o mais transparente possível sobre a questão.

O BCE foi instado a tornar mais rígidas as regras que regem os investimentos pessoais de seus formuladores de política monetária --a maioria dos quais escolhe seus próprios fundos, ações e títulos.

"Publicamos as participações que os membros da diretoria têm, que os membros do Conselho de Governança têm e assim por diante", disse Lagarde a repórteres, após a reunião de política monetária do banco.

"Nosso comitê de ética e o diretor de ética estão atualmente revisando, revisando essas regras para garantir que tudo seja simples, transparente, sem qualquer conflito, e que essas regras sejam seguidas e respeitadas por todos os membros envolvidos."

O Federal Reserve proibiu na semana passada compras de ações individuais por seus principais funcionários e revelou outras restrições após um alvoroço sobre negociações feitas em 2020, quando o banco central dos EUA interveio para impedir um colapso nos mercados financeiros enquanto a pandemia de Covid-19 se alastrava.

Um porta-voz do BCE disse na semana passada que o banco central vinha revisando seu arcabouço ético há algum tempo, principalmente com o objetivo de harmonizar as regras entre as diferentes autoridades nacionais, mas se recusou a comentar os detalhes.

(Por Francesco Canepa)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos