Lagarde diz que prioridade da Europa deve ser o crescimento e o emprego

Davos (Suíça) 23 jan (EFE).- A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse nesta quarta-feira que a prioridade da Europa é atualmente "o crescimento e a criação de emprego".

Em seu discurso no Fórum Econômico Mundial realizado na cidade suíça de Davos, Lagarde afirmou que a Europa deve assegurar que as medidas adotadas até agora "sejam operacionais".

A economia europeia enfrenta muitos desafios, entre eles "uma união fiscal mais profunda", mas "o destino vem através da fumaça e do nevoeiro", assegurou Lagarde.

"O que fizeram (alguns países europeus) nos últimos 18 meses é incrível", acrescentou.

O FMI considera que a zona do euro ficará à margem da recuperação econômica global em 2013 e fechará o ano com uma contração de 0,2%, enquanto a economia mundial crescerá 3,5% impulsionada pelos países emergentes e pelo bom comportamento dos Estados Unidos.

Nesse sentido, a diretora-gerente do FMI pediu aos EUA que cheguem a um acordo sobre o teto máximo do endividamento orçamentário.

"No mundo globalizado a cooperação política é muito importante, como ficou provado durante a crise, e o nacionalismo não é o caminho a ser seguido", ressaltou Lagarde.

Além disso, "é criticamente importante a inclusão de gênero, no mundo atual não faz sentido bloquear as mulheres, que controlam 70% da despesa do consumidor global", lembrou a dirigente do FMI.

Outra das prioridades dos líderes políticos e econômicos, segundo a ex-ministra da Economia da França, é a reforma do sistema financeiro. EFE

Carregando...