Mercado fechará em 5 h 13 min
  • BOVESPA

    120.256,23
    +959,09 (+0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.981,22
    +477,51 (+1,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,41
    +2,23 (+3,71%)
     
  • OURO

    1.738,30
    -9,30 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    63.303,17
    +540,76 (+0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.358,15
    -17,63 (-1,28%)
     
  • S&P500

    4.148,96
    +7,37 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    33.882,57
    +205,30 (+0,61%)
     
  • FTSE

    6.931,65
    +41,16 (+0,60%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.946,75
    -29,00 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7946
    -0,0366 (-0,54%)
     

Lagarde, do BCE, vê recuo no risco sobre o crescimento além do curto prazo

·1 minuto de leitura
Presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde

FRANKFURT (Reuters) - A pandemia de coronavírus pesará sobre o crescimento econômico da zona do euro nos próximos meses, mas os riscos de longo prazo estão diminuindo e o crescimento vai acelerar uma vez que as medidas de lockdown possam ser suspensas, disse a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, nesta quinta-feira.

"Em geral, os riscos em torno da perspectiva de crescimento da zona do euro se tornaram mais equilibrados, embora os riscos de queda associados à pandemia permaneçam no curto prazo", disse Lagarde em comunicado que ecoa a postura do banco sobre a política monetária após a reunião de março.

Repetindo a orientação do BCE, Lagarde disse que os 1,85 trilhão de euros reservados no Programa de Compras de Emergência na Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) podem não ser gastos completamente, mas o BCE também se reservou o direito de aumentar essa cota, caso as condições do mercado assim o justifiquem.

(Por Balazs Koranyi)