Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.626,54
    +1.289,07 (+2,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

LafargeHolcim tem resultado forte no 1º tri indicando retomada na construção

John Revill
·1 minuto de leitura

Por John Revill

ZURIQUE (Reuters) - A LafargeHolcim aumentou estimativas de desempenho para o ano nesta sexta-feira, após divulgar vendas mais altas e dobrar o lucro operacional durante o primeiro trimestre, em um sinal positivo de retomada do setor de construção civil global.

A maior fabricante de cimento do mundo disse que está registrando um "impulso de crescimento fantástico", com melhores resultados em todas as regiões, à medida que a construção é retomada após as paralisações causadas pelas medidas de isolamento social no ano passado.

A empresa suíça também está ansiando pelo impacto dos programas de estímulos maciços anunciados pelos Estados Unidos como respostas à pandemia. O plano de infraestrutura do presidente norte-americano, Joe Biden, soma 2,3 trilhões de dólares.

"As perspectivas para o ano seguem muito positivas”, disse o presidente-executivo da LafargeHolcim, Jan Jenisch. “Acreditamos que o ritmo de crescimento continuará ao longo do ano.”

A LafargeHolcim teve receita líquida de 5,36 bilhões de francos suíços (5,85 bilhões de dólares) nos três meses até o final de março, alta de 1,3% em relação aos 5,29 bilhões de francos no ano anterior, superando as previsões dos analistas de faturamento de 5,11 bilhões.

O lucro operacional (Ebit) recorrente aumentou 102%, para 528 milhões de francos, superando as previsões de 310 milhões, auxiliado por margens de lucro mais altas à medida que a empresa cortou custos em 2020.

Como resultado, a empresa elevou estimativas de desempenho para o ano, dizendo que agora espera alta de lucro operacional recorrente de pelo menos 10% para 2021 em uma base comparável. Anteriormente, as estimativas eram de um aumento de “pelo menos 7%”.