Mercado abrirá em 3 h 41 min
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,42
    +0,14 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.708,80
    -7,00 (-0,41%)
     
  • BTC-USD

    49.924,98
    -152,87 (-0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    999,85
    +12,64 (+1,28%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.630,19
    -45,28 (-0,68%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.652,25
    -29,50 (-0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7699
    -0,0088 (-0,13%)
     

Lady Gaga e Jennifer Lopez levam força das celebridades à posse de Biden

Jill Serjeant
·1 minuto de leitura
Lady Gaga canta o hino nacional na posse de Joe Biden

Por Jill Serjeant

(Reuters) - Lady Gaga cantou uma versão emocionante do hino nacional dos Estados Unidos e Jennifer Lopez também se apresentou na posse do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, nesta quarta-feira, em uma cerimônia que visou promover a unidade no país após uma eleição marcada por divisões.

A superstar Gaga, conhecida por seus trajes extravagantes, impressionou com um vestido com uma enorme saia fúcsia e uma parte de cima preta adornada por uma grande pomba dourada ao cantar o hino "The Star-Spangled Banner".

Emocionada, Gaga virou-se a certa altura para gesticular para a bandeira dos EUA hasteada no Capitólio, a sede do Congresso que há duas semanas foi palco de um ataque de apoiadores do então presidente Donald Trump.

Gaga foi "incrível cantando o hino nacional", escreveu a jornalista Katie Couric no Twitter.

Jennifer Lopez, vestida com calça branca e um longo casaco combinando, cantou um medley de "This Land is Your Land" e "America The Beautiful", além de recitar parte do juramento à bandeira em espanhol.

O cantor country Garth Brooks, um republicano, tirou seu chapéu preto para cantar uma versão à capela de "Amazing Grace" e pediu aos norte-americanos na cerimônia e assistindo em casa que cantassem com ele o último verso.

"Estou cansado de estar dividido", disse Brooks a repórteres antes da cerimônia. Brooks também se apresentou na posse de Barack Obama em 2009.

As apresentações relacionadas à posse, com algumas das maiores celebridades brancas, negras e hispânicas dos EUA, marcam um forte contraste com a posse de Trump em 2017, quando vários artistas recusaram convites para se apresentar.