Mercado fechado

Lacombe é criticado após revelação de que PM matou Ághata Félix

Foto: Reprodução/Band

Luís Ernesto Lacombe se tornou alvo de críticas após a revelação de que um tiro disparado por um policial militar provocou a morte de Ághata Félix, de 8 anos, no Rio de Janeiro, no mês de setembro. Quando o caso foi divulgado, o apresentador da Band pareceu defender a polícia.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

"Acho ainda um pouco precipitado a gente dizer o que aconteceu. Vai ser feita uma perícia (...) Vejo as pessoas se voltando contra o trabalho da polícia, e eu me lembro que, no início da minha carreira, década de 1980, Leonel Brizola era o governador, ele proibiu as polícias de subir nos morros, nas comunidades do Rio. O que a gente viu foi um fortalecimento do tráfico de drogas, o tráfico de drogas ganhou uma força inacreditável", afirmou Lacombe à época.

Leia também:

Silvia Poppovic, que divide a apresentação do ‘Aqui na Band’ com Lacombe, discordou do colega. "Não estou acusando a polícia do Rio de Janeiro, estou acusando a política de segurança pública do estado, que permite a polícia 'atirar na cabecinha', como disse o governador [Witzel]. Quando existe uma política agressiva, de matar quem está na frente, acontece esse tipo de desgraça”, explicou a mulher ao vivo.

O climão, porém, não demorou para ganhar as redes sociais. Muitos ficaram do lado de Silvia Poppovic e criticaram a postura de Lacombe. A repercussão cresceu novamente nesta terça-feira (19). No Twitter, internautas lembraram o que o jornalista falou na ocasião e cobraram um posicionamento dele.