Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,98
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.786,00
    +1,30 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    50.762,32
    +32,95 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.309,81
    -11,47 (-0,87%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.770,22
    +314,62 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    16.358,25
    +40,25 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3429
    +0,0032 (+0,05%)
     

Líderes do G20 vão se comprometer a limitar aquecimento a 1,5ºC, mostra esboço de comunicado

·1 min de leitura
Manifestação pela defesa do clima em Milão, na Itália

ROMA (Reuters) - Os líderes do G20 reconhecerão neste fim de semana que medidas urgentes precisam ser tomadas para manter ao alcance o objetivo de limitar o aquecimento global a 1,5 grau Celsius, de acordo com um esboço de comunicado visto pela Reuters.

"Comprometemo-nos a enfrentar o desafio existencial da mudança climática", dirão os líderes no comunicado da cúpula de Roma, segundo o esboço.

O encontro do G20 é visto como um trampolim fundamental antes de uma cúpula climática mais ampla da ONU na próxima semana na Escócia.

Os líderes das 20 maiores economias do mundo dirão que reconhecem que os impactos da mudança climática se o aquecimento puder ser limitado a 1,5 grau acima dos níveis pré-industriais são "muito mais baixos" do que em caso de aquecimento de 2 graus, e que "devem ser tomadas medidas imediatas para manter 1,5 ao alcance".

(Por Jan Strupczewski)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos