Mercado abrirá em 6 h 37 min
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,76
    +1,50 (+2,26%)
     
  • OURO

    1.781,70
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    49.057,70
    -132,47 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.262,31
    -179,45 (-12,45%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.451,29
    -315,40 (-1,33%)
     
  • NIKKEI

    27.942,08
    -87,49 (-0,31%)
     
  • NASDAQ

    15.736,00
    +18,25 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3805
    -0,0148 (-0,23%)
     

Líderes do G20 apoiam imposto corporativo mínimo global para começar em 2023

·1 min de leitura

ROMA (Reuters) - Líderes das 20 maiores economias do mundo reunidos em encontro de cúpula do G20 decidiram apoiar um acordo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) por um imposto corporativo mínimo e global de 15%, mostraram rascunhos da cúpula do G20 de dois dias neste sábado, com o objetivo de implementar as regras em 2023.

"Pedimos que a Estrutura Inclusiva sobre a Erosão da Base e Transferência de Lucros da OCDE/G20 desenvolvam rapidamente as regras modelo e instrumentos multilaterais concordados no Plano Detalhado de Implementação, com o objetivo de garantir que as novas regras entrem em vigor globalmente em 2023", disseram as conclusões do rascunho, vistas pela Reuters.

As conclusões serão adotadas formalmente no domingo.

Em outubro, 136 países chegaram a um acordo por uma taxa mínima sobre corporações globais, incluindo gigantes da internet como Google, Amazon, Facebook, Microsoft e Apple para dificultar a evasão fiscal por meio de sedes estabelecidas em jurisdições com baixos impostos.

"É mais do que um acordo fiscal, é uma reformulação das regras da economia global", afirmou uma autoridade dos EUA a repórteres.

(Reportagem de Jan Strupczewski, Crispian Balmer e Andrea Shalal)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos