Mercado fechará em 3 h 55 min
  • BOVESPA

    106.371,14
    +8,04 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.535,97
    -178,63 (-0,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,41
    -0,25 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.799,80
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    61.498,11
    +2.273,52 (+3,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.481,87
    +62,49 (+4,40%)
     
  • S&P500

    4.587,99
    +36,31 (+0,80%)
     
  • DOW JONES

    35.689,45
    +198,76 (+0,56%)
     
  • FTSE

    7.249,88
    -3,39 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.727,00
    +139,75 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5599
    +0,1352 (+2,10%)
     

Líder dos democratas promete evitar paralisação do governo dos EUA

·2 minuto de leitura
A líder democrata Nancy Pelosi durante coletiva de imprensa em Washington, 23 de setembro de 2021 (AFP/CHIP SOMODEVILLA)

A líder dos democratas no Congresso, Nancy Pelosi, declarou nesta quinta-feira (23) que uma nova lei orçamentária será aprovada antes do dia 30 para evitar a paralisação do governo federal, mas não esclareceu se terá o apoio da oposição republicana.

Os democratas controlam ambas as Câmaras do Congresso, mas com uma maioria tão ajustada no Senado que necessitam da aprovação de um projeto de lei orçamentária por parte dos republicanos até o fim deste mês, data que marca o fim do ano fiscal nos Estados Unidos.

Na noite de terça-feira, e somente com votos democratas, a Câmara dos Representantes aprovou a extensão até 3 de dezembro do atual orçamento para evitar um "shutdown", uma paralisação do governo federal.

Um número suficiente de republicanos apoia a ideia, mas se nega energicamente a elevar o teto da dívida americana, uma medida que os democratas inseriram no novo projeto de lei.

Tradicionalmente, ambos os partidos aprovam as medidas sobre o valor da dívida (28,8 trilhões de dólares). Atualmente, porém, os republicanos se mostram irredutíveis e acusam os democratas de promover gastos "irresponsáveis".

Em consequência, o projeto aprovado na terça-feira parece condenado ao fracasso quando for votado no Senado nos próximos dias.

O teto da dívida é o valor a partir do qual o governo não pode mais emitir novos papéis para se financiar, o que o impediria de pagar suas dívidas. O Departamento do Tesouro estima que este teto será alcançado no fim de outubro.

Pelosi afirmou acreditar que um texto será aprovado antes de 30 de setembro para evitar a paralisação do governo.

Uma vez no Senado, onde o texto atual será travado pelos republicanos, "iremos manter o financiamento do governo até 30 de setembro e seguiremos com as conversas sobre o teto da dívida, mas não por muito tempo, porque essa discussão fará a dívida pesar", insistiu Pelosi.

elc-ft/rle/gm/dga/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos