Mercado fechará em 3 h 50 min
  • BOVESPA

    108.742,87
    -2.043,56 (-1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.800,65
    -497,55 (-0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,56
    -1,86 (-2,23%)
     
  • OURO

    1.780,80
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    63.398,14
    -3.277,46 (-4,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.510,17
    -24,48 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.533,94
    -2,25 (-0,05%)
     
  • DOW JONES

    35.483,49
    -125,85 (-0,35%)
     
  • FTSE

    7.200,26
    -22,84 (-0,32%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.431,50
    +54,00 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5665
    +0,0469 (+0,72%)
     

Kuroda promete manter foco do BC japonês em resposta à Covid-19 em meio à inflação fraca

·1 minuto de leitura
Presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão continuará a se concentrar em amortecer o golpe econômico da pandemia de coronavírus em meio à incerteza persistente sobre as perspectivas e à inflação fraca, disse o presidente da autoridade monetária, Haruhiko Kuroda, nesta segunda-feira.

O financiamento corporativo continua difícil para os varejistas atingidos pela crise de saúde, disse Kuroda, sinalizando que o banco central está pronto para estender o prazo final de março de 2022 para uma série de programas de alívio da pandemia.

A fraca demanda doméstica e a relutância das empresas em repassar os custos mais altos das matérias-primas aos consumidores provavelmente manterão qualquer recuperação da inflação moderada, disse Kuroda.

"É verdade que a economia do Japão foi prejudicada pelas ondas sucessivas de Covid-19", disse Kuroda em discurso durante reunião online com líderes empresariais em Osaka, oeste do Japão.

"Está se tornando muito difícil atingir nossa meta de inflação de 2%", disse Kuroda a repórteres após a reunião, reforçando as expectativas de que o Banco do Japão ficará bem atrás de outros grandes bancos centrais na redução de seu enorme apoio monetário.

Kuroda também disse que a recuperação econômica do Japão se fortalecerá à medida que os fabricantes continuam a se beneficiar da robusta demanda internacional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos