Mercado fechado

Konami quer desenvolver dois novos jogos da franquia Silent Hill, aponta rumor

Rafael Arbulu

Se o perfil @AestheticGamer do Twitter for confiável, então a KONAMI ainda não está dando a franquia de terror psicológico Silent Hill por vencida, já que novos boatos indicam que a empresa está à caça de bons roteiros para pelo menos dois jogos da série. O interessante é que, embora sem comprovação possível no momento, a referida conta da rede social de microblogs tem um bom histórico de rumores que acabaram se confirmando posteriormente.

Aos boatos, vamos nós: o primeiro jogo seria, supostamente, um “leve” reboot da franquia principal, originalmente iniciada em setembro de 1999. Não se sabe detalhes de jogabilidade ou que tipo de diferenças esse reboot pode ou não trazer. O outro jogo seguiria uma mecânica episódica, com ramificações de enredo costumeiras à série, mas jogabilidade similar aos jogos do finado estúdio Telltale ou então no formato visto em Until Dawn.

Slent Hill, em seu auge, rivalizou o mercado de "horror de sobrevivência" ao criar uma disputa com  Resident Evil pela preferência do público de terror, apelando para um suspense mais psicológico e não tão focado na ação como sua contraparte da Capcom

Adicionando gasolina ao fogo, o site especializado em cobrir mídias de terror Rely on Horror postou matéria reforçando os boatos: “Nós também podemos assegurar que, embora não tenhamos liberdade para discutir os detalhes, também ouvimos de nossa fonte independente que um projeto de Silent Hill está em desenvolvimento. Essas duas fontes são (em nossa opinião) a evidência mais contundente até agora de que Silent Hill pode realmente estar de volta dos mortos”.

Evidentemente, a Konami manteve o silêncio no que tange às informações, nem mesmo emitindo um comunicado negando-as. E dependendo da interpretação que se possa dar ao post do Rely on Horror, “discutir os detalhes” implica que o projeto todo já está em certo avanço.

A última entrada da franquia Silent Hill foi uma das mais bem-sucedidas de público, ainda que tenha sido eventualmente cancelada por se tratar de uma versão demonstrativa jogável: Silent Hills era um projeto que contava com o desenvolvimento do lendário designer Hideo Kojima em parceria com o diretor cinematográfico Guillermo del Toro e protagonizado pelo ator Norman Reedus. Dessa ideia, nasceu a demo P.T, que até hoje é lembrada como uma das mais queridas entradas na série, apesar de não ser, essencialmente, um jogo completo.

Discussões internas entre Kojima e a Konami, porém, levaram à saída do designer de sua vaga de prestígio na publisher japonesa, que foi aos poucos se distanciando de novos desenvolvimentos e concentrando seus esforços em franquias já consagradas, como Pro Evolution Soccer, e sua atuação no mercado japonês de pachinkos — as máquinas de prêmios caça-níqueis do país asiático. Kojima, por sua vez, continuaria a parceria com del Toro e Reedus, incorporaria nela o ator dinamarquês Mads Mikkelsen e viria a lançar Death Stranding pelo seu selo Kojima Productions, exclusivamente no PlayStation 4.

Trazer Silent Hill de volta à vida poderia ser uma ótima jogada da Konami para esse ano de 2020, com um anúncio do tipo certamente movimentando a opinião pública a favor da longeva publisher. Entretanto, há que se ter cautela: vai que os rumores se comprovem reais, mas os fãs acabem com algo similar a Metal Gear Survive.

Ninguém precisa disso, certo?

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: