Mercado fechará em 3 h 54 min
  • BOVESPA

    112.001,46
    -2.426,72 (-2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.313,73
    -372,30 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,94
    +0,50 (+0,61%)
     
  • OURO

    1.773,50
    +7,80 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    62.733,12
    +840,62 (+1,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.459,80
    -3,56 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.512,91
    +26,45 (+0,59%)
     
  • DOW JONES

    35.416,44
    +157,83 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.205,43
    +1,60 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.371,25
    +80,75 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4668
    +0,0753 (+1,18%)
     

Knot, do BCE, alerta investidores sobre riscos de aumento da inflação

·1 minuto de leitura
Sede do BCE en Frankfurt, Alemanha

Por Bart H. Meijer

AMSTERDÃ (Reuters) - Os investidores precisam estar cientes do risco de aumento da inflação para evitar ajustes de choque, mesmo com a alta nos preços ainda aparentemente temporária, disse o holandês Klaas Knot, membro do Banco Central Europeu (BCE), nesta segunda-feira.

"O atual apetite pelo risco nos mercados só pode ser sustentado por inflação baixa e taxas de juros baixas", disse o presidente do banco central da Holanda a repórteres.

"Ainda espero que o aumento da inflação seja em grande parte temporário, mas temos que levar em consideração outros cenários com inflação estruturalmente mais alta e taxas de juros mais elevadas. Porque se não o fizermos, isso pode levar a choques de quedas de preços no futuro."

Uma alta nos preços da energia elevou a inflação na zona do euro para 3,4% em setembro, seu nível mais alto desde 2008. Mas a inflação ainda deve desacelerar no próximo ano, conforme o efeito da alta nos preços da energia diminui.

"O efeito dos preços da energia sobre a inflação é temporário por natureza, já que eles precisam continuar subindo para continuar pressionando para cima a inflação", disse Knot.

"Mas a inflação também é empurrada para cima pelas restrições mundiais de oferta, que podem ser menos temporárias. Elas podem ser causadas por um reajuste no comércio internacional, já que as cadeias de abastecimento estão menos espalhadas pelo globo."

(Por Bart Meijer)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos