Mercado abrirá em 1 h 9 min
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,86
    +1,11 (+1,86%)
     
  • OURO

    1.720,50
    -13,10 (-0,76%)
     
  • BTC-USD

    51.358,21
    +2.357,80 (+4,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.024,28
    +36,18 (+3,66%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.679,38
    +65,63 (+0,99%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.137,00
    +81,75 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8561
    -0,0060 (-0,09%)
     

Kinea contrata ex-JPMorgan, Moore Capital em expansão global

Vinícius Andrade e Felipe Marques
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Kinea Investimentos ampliou o time de gestão dedicado a apostas fora do Brasil.

A gestora de recursos, controlada pelo Itaú Unibanco, contratou Ivan Fernandes para comandar a área de crédito de América Latina, disse Marco Freire, responsável por supervisionar cerca de R$ 35 bilhões nos fundos líquidos da empresa. Fernandes teve passagem pelo Barclays, foi analista no time de banco de investimentos do JPMorgan e era chefe de análise de crédito para a região na Pictet Asset Management, baseado em Londres.

Em novembro, a Kinea trouxe ainda Yuri Di Bella, ex-gestor da Moore Capital Management, para a área de renda fixa no exterior. No começo do ano passado, Ruy Alves, ex-Adam Capital e JGP, já havia sido contratado para ações globais.

“Cerca de metade do risco dos fundos já está consistentemente investido fora do Brasil”, disse Freire, em entrevista. “Precisamos cada vez mais operar internacionalmente e estamos gradualmente construindo os processos e times”.

Entre os próximos passos da expansão internacional da Kinea está atuar em crédito de países desenvolvidos e aumentar a exposição à Ásia -- um movimento que provavelmente exigiria abrir um escritório na região, disse Freire.

Os fundos líquidos da Kinea -- ações, renda fixa, crédito e multimercados -- são tocados por Freire e uma equipe de mais de 30 pessoas, que são divididas em “núcleos” de acordo com o mercado em que atuam e que competem entre si por espaço na alocação dos fundos da gestora, segundo ele.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.