Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,40
    +0,12 (+0,20%)
     
  • OURO

    1.713,00
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    50.844,66
    +2.568,28 (+5,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.016,95
    +28,85 (+2,92%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.209,21
    -349,89 (-1,18%)
     
  • NASDAQ

    12.646,00
    -35,75 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7730
    -0,0057 (-0,08%)
     

Kate Winslet não se achava "bonita o suficiente" para trabalhar em Hollywood

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
British actress Kate Winslet poses at the 82nd Academy Awards in Hollywood March 7, 2010. REUTERS/Mario Anzuoni (UNITED STATES)  (OSCARS-ARRIVALS - Tags: ENTERTAINMENT SOCIETY)
Kate Winslet (REUTERS/Mario Anzuoni)

Kate Winslet não se achava "bonita o suficiente" para ser uma estrela de Hollywood. A revelação foi feita durante um painel com a atriz de 45 anos e outros grandes nomes do cinema, como Andra Day, Michelle Pfeiffer, Rashida Jones, Vanessa Kirby, promovido pelo Los Angeles Times.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A declaração foi dada após Winslet ser questionada por Rashida sobre o início da sua carreira, pré-"Titanic" (1997), quando estrelava produções independentes, como "Razão e Sensibilidade" (1996), do diretor taiwanês Ang Lee. ""A resposta honesta é que eu estava com medo de Hollywood. Um lugar grande e assustador, onde todos tinham que ser magros e ter uma certa aparência", contou a atriz.

Leia também:

"E eu sabia que não tinha essa aparência ou sentia que cabia ali, então se eu fosse pertencer, eu tinha que ganhar meu espaço", continuou. Tudo mudou quando ela foi convidada para viver Rose. "Eu estava trabalhando com um americano (o diretor James Cameron) pela primeira vez. E trabalhando com Leo (DiCaprio), que eu tinha visto em 'Gilbert Grape - Aprendiz de Sonhador' e 'Diário de um Adolescente'. Então foi tipo 'Meu Deus, virei a Kate de 'O Leitor' (2008)", brincou, relembrando outro trabalho marcante da sua carreira.

“Eu era a garota com excesso de peso que sempre ficava no fim da fila. E porque meu sobrenome era com W, às vezes eu nem chegava na porta do teste porque eles estavam sem tempo antes dos Ws. E aí fui para 'Titanic'. É uma loucura", disse ainda, voltando à questão do peso e dos padrões de beleza em Hollywood.

A insegurança se tornou ainda mais forte depois que ela se tornou mãe de Mia, sua filha hoje com 20 anos. "Tive a sensação de ‘talvez tenha sido apenas sorte’. Quando me tornei mãe aos 25, tudo aquilo (o sucesso) evaporou completamente", explicou. Felizmente, quatro anos depois, ela voltaria a marcar o seu nome no cinema.

“Então, dois anos depois que ela nasceu, me pediram para fazer 'Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças' (2004). Eu acredito que foi um grande ponto de virada na minha carreira, porque a partir de então as pessoas de repente disseram, 'Oh, ela pode fazer isso?!'", finalizou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube