Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,85
    -0,36 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.841,00
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    30.179,28
    +1.199,62 (+4,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    671,34
    +19,10 (+2,93%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,60 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.490,73
    +87,89 (+0,33%)
     
  • NASDAQ

    11.964,50
    +86,25 (+0,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1742
    -0,0446 (-0,85%)
     

Kashkari diz que magnitude da ação do Fed dependerá das perspectivas de oferta

Presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari

Por Ann Saphir

(Reuters) - O Federal Reserve fará o que for necessário para reduzir a inflação muito alta, disse o presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari, nesta sexta-feira, embora o quanto banco central dos Estados Unidos precisará fazer depende em parte da rapidez com que as restrições de energia e oferta se dissipam.

"Estou confiante de que meus colegas e eu temos a convicção de fazer o que precisamos para reduzir a inflação", afirmou Kashkari no início de uma conferência sobre energia e inflação co-organizada pelo Fed de Dallas e pelo de Minneapolis. "Espero que tenhamos que fazer menos, e só poderemos fazer menos se houver mais oferta."

O chefe do banco central, Jerome Powell, agora diz que, comemorará um alívio das restrições de oferta, mas que não contará com isso e praticamente prometeu mais altas de juros pela frente.

Especialistas convocados para a conferência de energia do Fed nesta sexta-feira pareceram frustrar qualquer autoridade do banco central que esperasse uma resolução rápida, pelo menos no que diz respeito à produção de energia.

"Vai piorar", disse a CEO da Occidental Petroleum, Vicki Hollub, sobrentaoe as perspectivas para os preços do gás e petróleo. "Estamos lutando para atender a demanda... estamos indo para um ambiente onde simplesmente não podemos aumentar a oferta muito rapidamente."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos