Mercado fechado

Juul decide parar de vender cartuchos com sabor de menta para seus vapes

Natalie Rosa

Parece que os cigarros eletrônicos com "gostinho" estão a cada vez mais com os dias contados. Os produtos da marca Juul já tiveram a venda encerrada em alguns sabores de frutas e, agora, chegou a vez do sabor mais popular entre os jovens ser extinto: o de menta.

A decisão foi da própria empresa, em meio à repercussão de inúmeros casos de pessoas que foram parar no hospital pelo uso dos cigarros eletrônicos, muitos com complicações bastante graves no pulmão, trazendo um alerta para o vício entre os jovens e os perigos que o produto pode trazer para a saúde — ou ao menos as essências usadas nos vapes.

Em comunicado oficial, a Juul anunciou que, imediatamente, encerrou os pedidos de cartuchos de menta feitos por varejistas e também por consumidores finais em seu site. Ainda está liberado, contudo, um sabor de "menta suave", equivalente à hortelã, além do cartucho original com apenas tabaco.

Cartuchos sabor manga, que também foram proibidos

A Juul e outras fabricantes de cigarros eletrônicos estão enfrentando decisões do governo de Donald Trump, que está proibindo a venda de sabores frutados para evitar que mais jovens acabem se viciando no produto, assim como acontece com os cigarros tradicionais.

O CEO da Juul, KC Crosthwaite, disse que tudo isso é inaceitável. Ele afirma que é preciso reiniciar a categoria de cigarros eletrônicos nos Estados Unidos e "ganhar a confiança da sociedade trabalhando em cooperação com reguladoras, procuradores-gerais, oficiais de saúde pública, entre outros interessados em combater o uso por menores de idade".


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: