Mercado fechará em 1 h 4 min

Justiça investigará bancos por possível fraude em crédito consignado

A Defensoria do Rio defende que o consumidor pode ser levado ao superendividamento (Getty Image)
A Defensoria do Rio defende que o consumidor pode ser levado ao superendividamento (Getty Image)
  • Justiça vai investigar 23 bancos e instituições financeiras

  • Foi constatado que vários consumidores têm sido lesados

  • Atualmente, existem 4.575.529 cartões consignados ativos

Nesta quinta-feira (25), o Ministério da Justiça informou que vai investigar 23 bancos e instituições financeiras por uma possível fraude em cartões de crédito consignados.

De acordo com a apresentada pelo Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública (Nudecon) do Rio de Janeiro, foi constatado que vários consumidores têm sido lesados com a emissão não autorizada dos cartões e pela cobrança de juros em faturas com desconto do pagamento mínimo feito em folha.

A investigação foi aberta pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) conta com nomes conhecidos do mercado, como Bradesco, Banco do Brasil, Banco Pan, Itaucard, do Itaú Unibanco e Nubank.

Procurado pela Reuters, o Itaú afirmou que "que não comercializa cartão de crédito consignado e está à disposição da Senacon para eventuais esclarecimentos adicionais". Já o Nubank respondeu que não é "habilitado para oferecer este produto e não oferece cartão consignado".

O Bradesco afirmou que não vai comentar o assunto. BB, Pan, Santander Brasil e Caixa não responderam de imediato a um pedido de comentário da Reuters.

A denúncia afirma que a fraude ocorreria quando uma pessoa, ao contratar um empréstimo consignado, também receberia um cartão de crédito, sem ser ter acesso a informação de que o dinheiro recebido como empréstimo seria lançado como saque no cartão e, posteriormente, depositado na conta corrente.

A Defensoria do Rio defende que o consumidor pode ser levado ao superendividamento, uma vez que o pagamento mínimo, feito através do desconto em folha, abateria apenas o valor dos juros de financiamento do saldo devedor.

Atualmente, existem 4.575.529 cartões consignados ativos, 3,7% do total de cartões ativos no país.