Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,78
    +1,38 (+1,23%)
     
  • OURO

    1.812,10
    -6,80 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    30.451,84
    +550,46 (+1,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    677,94
    +435,26 (+179,36%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    +112,70 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.570,00
    +9,75 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2110
    +0,0006 (+0,01%)
     

Justiça europeia obriga Airbnb a informar aluguéis ao fisco

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Justiça europeia confirma obrigação das plataformas de aluguel por temporada, como Airbnb, de comunicarem transações efetuadas ao Fisco (AFP/Lionel Bonaventure) (Lionel Bonaventure)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Justiça europeia ratificou, nesta quarta-feira (27), a obrigatoriedade das plataformas de aluguel para temporada, como a Airbnb, de comunicar as transações efetuadas aos órgãos fiscais nacionais.

A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE), com sede no Luxemburgo, no âmbito de um litígio entre a empresa Airbnb Ireland e a Bélgica.

A empresa irlandesa foi convidada a comunicar à Receita belga os dados dos aluguéis feitos na Bélgica, em 2017, por sua página on-line. A Airbnb Ireland insiste em que conecta, em troca de uma taxa, potenciais locadores e locatários, profissionais ou não, que propõem acomodações.

Recorrendo ao princípio da livre-prestação de serviços e à legislação sobre comércio eletrônico aprovada em 2000, a plataforma se recusou a comunicar estes dados.

Nesta quarta-feira, porém, o tribunal decidiu que a obrigatoriedade de qualquer operador de comunicar determinados dados sobre os estabelecimentos de alojamento turístico é “de natureza fiscal e, portanto, fica à margem dos âmbitos de aplicação da legislação sobre comércio eletrônico”.

Em uma mensagem à AFP, a Airbnb disse "tomar conhecimento" da determinação, mas observou que o Tribunal Constitucional belga ainda terá de se pronunciar.

"Acolhemos com satisfação o acordo dos Estados-membros da UE em torno de um marco europeu comum para a transmissão de informação fiscal por plataformas, conhecido como 'DAC 7', e esperamos, com interesse, sua próxima entrada em vigor", afirmou a empresa.

Isso permitirá “uma maior coerência e padronização da comunicação de dados por parte de plataformas dentro da União Europeia”, acrescentou.

csg/fmi/rhl/jvb/zm/ahg/mb/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos