Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,07 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,00 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    30.000,01
    +539,14 (+1,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,54 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,23 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1406
    -0,0782 (-1,50%)
     

Justiça dos EUA denuncia brasileiro por esquema de fraude com criptomoedas

Nesta sexta-feira (6), o Departamento de Justiça dos EUA denunciou Luiz Capuci Júnior, brasileiro de 44 anos, por supostamente orquestrar um esquema global de fraude com criptomoedas que teria movimentado US$ 62 milhões.

Segundo o processo, Capuci, CEO da Mining Capital Coin (MCC), vendia aos clientes “pacotes de mineração”, que garantiria cotas dos lucros da operação — o que, considerando a movimentação dos últimos meses do mercado de criptomoedas, traria lucros substanciais aos investidores. Os valores investidos pelos clientes deveriam ser destinados à mineração dos ativos.

Porém, segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, o que realmente ocorria era outra coisa: Capuci pegava o dinheiro dos clientes e os desviava para carteiras de criptomoedas em sua posse.

Capuci é acusado de conspiração para cometer fraude eletrônica, conspiração para cometer fraude de valores mobiliários e conspiração para cometer lavagem de dinheiro internacional. Se condenado por todas as acusações, ele enfrenta uma pena total máxima de 45 anos de prisão.

SEC também denunciou brasileiro por fraudes de criptomoedas

<em>Brasileiros também foram denunciados pela SEC. (Imagem: Reprodução/Pexels/Roger)</em>
Brasileiros também foram denunciados pela SEC. (Imagem: Reprodução/Pexels/Roger)

A acusação pelo Departamento de Justiça dos EUA não foi a única recebida por Capuci. A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) denunciou o brasileiro e seu sócio, Emerson Souza Pires, de mesma naturalidade, por vendas fraudulentas de planos de investimentos — os “pacotes de mineração” citados acima.

A SEC aponta que os brasileiros, juntos, venderam esses pacotes desde janeiro de 2018 para mais de 65 mil investidores no mundo inteiro, prometendo retornos diários nessas aplicações de 1% pagos semanalmente por até um ano. Porém, quando os clientes tentavam liquidar esses investimentos, eles eram manipulados a acreditar que por um erro nas aplicações, deveriam comprar novos pacotes ou perder todo o valor acometido anteriormente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos