Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.747,04
    -2.195,28 (-4,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Justiça dos EUA aprova plano de dissolução do laboratório Purdue por crise de opioides

·2 minuto de leitura
A crise de opióides matou mais de 500 mil pessoas por overdose em 20 anos nos Estados Unidos (AFP/Eric BARADAT)

Um juiz americano validou nesta quarta-feira (1º) o plano de dissolução proposto pela empresa Purdue, que prevê o desembolso de 4,5 bilhões de dólares a vítimas e instituições afetadas pela crise dos opioides e uma certa imunidade para seus proprietários, a família Sackler.

O plano já havia recebido o apoio de 95% dos credores da empresa e de 43 estados americanos, informou a companhia em um comunicado.

A proposta inclui a dissolução da Purdue Pharma em favor de uma nova entidade administrada por um fundo cuja missão será combater a crise dos opioides.

Alguns estados ainda se opuseram em julho ao projeto apresentado pela Purdue Pharma devido à proteção legal que concede aos membros da família Sackler contra eventuais ações judiciais relacionadas à empresa, exceto em casos de fraude.

O procurador do estado de Washington anunciou nesta quarta-feira que apelará da decisão do tribunal de falências.

Outros estados, que foram particularmente agressivos com a Purdue e seus proprietários, aceitaram propostas de um mediador no início de julho que obrigarão os Sackler a publicar "dezenas de milhões de documentos" que exponham os detalhes deste imenso escândalo, incluindo suas trocas com advogados.

"Nenhum acordo é perfeito e nenhuma soma de dinheiro vai compensar as centenas de milhares de perdas em vidas humanas, as milhões de pessoas que se tornaram viciadas ou as inúmeras famílias devastadas por esta crise, mas esses fundos serão usados para prevenir futuras mortes e danos causados pela epidemia de opioides", disse a procuradora do Estado de Nova York, Letitia James, nesta quarta-feira.

A agressiva promoção do analgésico OxyContin, da Purdue, impulsionada pela família Sackler, que sabia que o medicamento era altamente viciante, é considerada por muitos como o gatilho para a crise de opioides.

Responsável por mais de 500 mil mortes por overdose em 20 anos nos Estados Unidos, era considerada a principal crise de saúde do país antes da pandemia.

jum/tu/led/dl/gm/ic/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos