Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.160,94
    +922,02 (+1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Justiça desinterdita Cidade do Samba depois de acordo entre Liesa, Bombeiros e Riotur

·1 minuto de leitura

As escolas de samba já estão liberadas para voltarem a ocupar seus barracões na Cidade do Samba, na Zona Portuária do Rio. Nesta sexta-feira (23), a desembargadora Helda Lima Meireles, presidente da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, acolheu o requerimento apresentado pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa). Interditado desde janeiro, o espaço recebeu o aval do Corpo de Bombeiros em junho deste ano, após o cumprimento de exigências de combate a incêndio, mas ainda faltava a chancela do Ministério Público do Rio (MPRJ), autor da ação que fechou o local.

A Liesa, os Bombeiros e a Riotur assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para realizar novas obras e, assim, obter a plena regularização. O prazo para a conclusão é de cinco anos.

A Cidade do Samba também deve receber uma unidade do Corpo de Bombeiros. Segundo a Liesa, o prefeito Eduardo Paes (PSD) já autorizou a construção do destacamento.

"Além de estratégico, o local é perfeito para a entrada e saída de caminhões, com bastante espaço para manobras e portões planejados para a passagem de alegorias, que são muito maiores, até", disse o presidente da Liga, Jorge Perlingeiro, em uma publicação nas redes sociais.

No ano passado, um incêndio atingiu o galpão da Viradouro. Ninguém ficou ferido, mas as chamas atingiram todo o terceiro andar. O pior incidente, no entanto, é de 2011, quando quatro dos 14 barracões foram atingidos. Os piores prejuízos foram das escolas Portela, União da Ilha do Governador e Grande Rio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos