Mercado fechará em 3 h 20 min
  • BOVESPA

    111.201,42
    +275,82 (+0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.291,31
    -166,24 (-0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,62
    +0,40 (+0,49%)
     
  • OURO

    1.794,70
    -20,50 (-1,13%)
     
  • BTC-USD

    16.947,91
    -22,17 (-0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,40
    +0,98 (+0,24%)
     
  • S&P500

    4.042,65
    -33,92 (-0,83%)
     
  • DOW JONES

    34.188,65
    -206,36 (-0,60%)
     
  • FTSE

    7.559,97
    +1,48 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.892,75
    -170,00 (-1,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4586
    -0,0068 (-0,12%)
     

Justiça concede nova decisão ao governo de SC para desobstrução de rodovias; 14 pontos são liberados

FOLHAPRESS - Decisão publicada na madrugada desta terça-feira (1) autoriza o uso das forças de segurança e estabelece multa de R$ 10 mil para os manifestantes que a descumprirem.

A juíza Luciana Pelisser Gottardi Trentini, do plantão judiciário, atendeu ao pedido do Governo de Santa Catarina e, na madrugada, determinou que sejam desbloqueadas as rodovias estaduais catarinenses que estão com tráfego obstruído pela ação de manifestantes.

O documento autoriza que o poder público "adote todas as medidas necessárias e suficientes ao resguardo da ordem no entorno e, principalmente, à segurança dos pedestres, motoristas, passageiros e dos próprios participantes do movimento, inclusive mediante o emprego da força pública".

A liminar foi concedida após a Procuradoria-Geral do Estado recorrer ao Judiciário, ainda na noite de segunda-feira (31).

Segundo informações da PRF de Santa Catarina, desde a noite de segunda-feira, quando saíram as primeiras decisões para desbloqueio das vias, 14 pontos de manifestação foram desmobilizados.

"Esta multa pecuniária está ajudando a convencer os participantes a se desmobilizar. Em alguns pontos, quando saímos, os manifestantes voltam e fecham de novo, e a PRF tem que retornar ao local. Seguimos trabalhando", afirmou o Adriano Fiamoncini, chefe da comunicação da PRF de SC.

A expectativa é que um dos bloqueios mais críticos, que ocorre em Palhoça, na Grande Florianópolis, seja liberado ainda na manhã desta terça.