Mercado abrirá em 7 h 40 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,82
    +0,54 (+0,49%)
     
  • OURO

    1.853,70
    +11,60 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    30.140,04
    +804,82 (+2,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,45
    +0,08 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.314,84
    -402,40 (-1,94%)
     
  • NIKKEI

    26.890,92
    +151,89 (+0,57%)
     
  • NASDAQ

    11.967,00
    +126,25 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1668
    +0,0140 (+0,27%)
     

Juros do rotativo do cartão sobem em fevereiro e chegam a 355% ao ano

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 09.10.2018 - Vista de dois cartões de crédito. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 09.10.2018 - Vista de dois cartões de crédito. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O juro médio total cobrado pelos bancos no rotativo do cartão de crédito chegou a 355,2% ao ano em fevereiro, divulgou nesta quinta-feira (28) o Banco Central. O número representa um aumento de 8,9 pontos percentuais em relação a janeiro, e é 28,2 pontos percentuais maior do que no mesmo mês em 2021.

No caso do parcelado, ainda dentro de cartão de crédito, o juro passou de 172,5% para 174,3% ao ano entre janeiro e fevereiro. Em fevereiro do ano passado, a taxa era de 167,1%.

Considerando o juro total do cartão de crédito, que leva em conta operações do rotativo e do parcelado, a taxa passou de 67,3% para 73,2% na comparação entre janeiro e fevereiro. No mesmo mês do ano passado, era de 63,2%.

A nota com estatísticas de juros e crédito foi apresentada pela autoridade monetária com aproximadamente um mês de atraso. A divulgação de indicadores pelo BC tem sido comprometida pela mobilização de servidores que pressionam o governo por reajustes salariais.

O rotativo do cartão, juntamente com o cheque especial, é uma modalidade de crédito emergencial, muito acessada em momentos de dificuldades.

Em abril de 2017, começou a valer a regra que obriga os bancos a transferir, após um mês, a dívida do rotativo do cartão de crédito para o parcelado, a juros mais baixos. A intenção do governo era permitir que a taxa de juros para o rotativo do cartão de crédito recuasse, já que o risco de inadimplência, em tese, cai com a migração para o parcelado.

A inadimplência continuou estável, em 2,5%, informou o Banco Central, um aumento de três pontos percentuais na comparação com o mesmo mês em 2021.

CHEQUE ESPECIAL

Entre as principais linhas de crédito livre para a pessoa física, destaque para o cheque especial, cuja taxa passou de 125,7% ao ano para 132,6% ao ano de janeiro para fevereiro. No crédito pessoal, a taxa passou de 23,1% para 22,9% ao ano.

Desde 2018, os bancos estão oferecendo um parcelamento para dívidas no cheque especial. A opção vale para débitos superiores a R$ 200. Em janeiro de 2020, o BC passou a aplicar uma limitação dos juros do cheque especial, em 8% ao mês (151,82% ao ano).

Além da limitação do juro, os dados atuais refletem uma revisão realizada na série histórica do BC. Os números passaram a considerar o fato de alguns bancos cobrarem juro no cheque especial apenas após dez dias de atraso no pagamento da fatura. Antes, era considerado todo o período de atraso. Esta mudança fez com que o nível do juro no cheque especial, na nova série histórica, fosse menor em anos anteriores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos