Juros iniciam dia em leve queda e com baixa liquidez

A agenda esvaziada de indicadores econômicos e a liquidez baixa no retorno do feriado de Natal devem fazer com que os juros futuros oscilem perto da estabilidade nesta quarta-feira, sem rumo definido. A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S), considerada dentro do esperado, traz viés de baixa para as taxas futuras, ao passo que a piora das expectativas para os níveis de preços no boletim Focus, do Banco Central, pressiona para cima. As negociações para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos também seguem no radar.

Por volta das 9h40, na BM&FBovespa, o DI com vencimento em janeiro de 2014 projetava taxa de 7,15%, máxima, de 7,17% no ajuste da sexta-feira, e o DI para janeiro de 2015 tinha taxa de 7,82%, de 7,85% na sexta-feira. O DI para janeiro de 2017 tinha taxa de 8,56%, máxima, ante 8,59%, e o DI com vencimento em janeiro de 2021 projetava 9,25%, máxima, ante 9,28%.

O gerente de renda fixa da Leme Investimentos, Paulo Petrassi, prevê que os juros futuros fiquem "de lado", na ausência de dados econômicos relevantes. "Pela falta de liquidez, o mercado de juros deve ficar lateral, bem parado."

Na mesma linha, o economista-chefe da CM Capital Markets, Darwin Dib, diz que não há tendência. "O mercado deve aguardar o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) do mês, que sai amanhã", afirma. "O bom IPC-S de hoje tende a fechar taxas", completa.

A inflação medida pelo IPC-S na terceira quadrissemana de dezembro ficou em 0,73%, igual à variação da 2ª quadrissemana. A Fundação Getulio Vargas (FGV) também informou que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) subiu 1,1% em dezembro ante novembro e que o Nível de Utilização da Capacidade da Indústria (Nuci) avançou de 84% em novembro para 84,1% em dezembro, na série com ajuste sazonal, de acordo com a Sondagem Industrial deste mês.

Na pesquisa Focus, divulgada na segunda-feira, o mercado financeiro voltou a revisar para baixo as estimativas para o crescimento econômico no próximo ano, ao mesmo tempo que as estimativas para a inflação no período seguiram em sentido contrário.

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013 recuou pela sexta semana consecutiva, passando de 3,40% para 3,30%. Já a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve encerrar o ano que vem em 5,47% - ante 5,42% previstos na semana anterior.

No exterior, as negociações para evitar que a economia dos EUA caia no abismo fiscal em 2013 devem ser retomadas apenas na quinta-feira. O presidente norte-americano, Barack Obama, interrompe o descanso de fim de ano no Havaí e chega à capital do país na manhã da quinta, quando o Congresso também volta às atividades.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,2478+0,0136+0,42%
    USDBRL=X
    3,6350+0,0075+0,21%
    EURBRL=X
    0,8931+0,0019+0,21%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    13,19+0,07+0,53%
    PETR4.SA
    3,42+0,01+0,29%
    GOAU4.SA
    3,52+0,09+2,62%
    USIM5.SA
    15,40+0,15+0,98%
    VALE5.SA
    2,85+0,05+1,79%
    OIBR4.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    22,99+2,88+14,32%
    SOND5.SA
    0,65+0,05+8,33%
    ALSC1.SA
    21,99+2,34+11,91%
    BRKM3.SA
    1,92+0,19+10,98%
    PTNT4.SA
    2,23+0,19+9,31%
    VIVR3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    3,89-0,37-8,69%
    MGEL4.SA
    1,02-0,07-6,42%
    KNRE11.SA
    2,69-0,17-5,94%
    PDGR3.SA
    6,40-0,40-5,88%
    RPMG3.SA
    17,00-1,00-5,56%
    PATI4.SA