Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    18.903,02
    +8,50 (+0,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Jurassic World: Domínio gastou milhões de dólares em testes de COVID-19

Laísa Trojaike
·3 minuto de leitura

A pandemia ainda não acabou e muitos filmes, principalmente das grandes e mais poderosas produções, retomaram seus trabalhos em sets de filmagem, mas com todas as especificações sanitárias necessárias para evitar novos casos e, portanto, não paralisar novamente os trabalhos. Em meio às adequações necessárias, a superprodução de Jurassic World: Domínio conseguiu finalizar sua fase de produção de 18 meses, período em que foram utilizados por volta de 40.000 testes de COVID-19.

O número foi um dos levantamentos do Deadline, que fez o relato dos esforços da Universal para concluir Jurassic World: Domínio em meio à pandemia, mas fazendo todos os esforços possíveis para proteger a saúde de todos os trabalhadores envolvidos. Os 40 mil testes usados, junto a outras medidas de segurança, como acompanhamento da saúde e isolamento do elenco e da equipe, somaram milhões de dólares extras à produção.

Claquete de Jurassic World: Dominion (Imagem: Reprodução/Universal Pictures)
Claquete de Jurassic World: Dominion (Imagem: Reprodução/Universal Pictures)

Até o momento, Jurassic World: Domínio tem o valor de US$ 165 milhões como orçamento estimado do filme, número que deve ter crescido bastante com a pandemia, que, além dos ajustes, ainda adicionou valores às produções mesmo quando elas estavam estagnadas. Segundo informações do Deadline, a saúde ficou sob responsabilidade de uma empresa médica privada chamada Your Doctor, que, além dos testes frequentes, submeteu a equipe e o elenco a verificações regulares de temperatura e medidas de limpeza complexas e exaustivas, mas que parecem ter surtado o efeito desejado, já que a produção não precisou ser interrompida por causa de algum caso de infecção pelo novo coronavírus no set.

O Deadline especula que essas medidas possam adicionar entre US$ 6 e 8 milhões ao orçamento do filme. “Moramos juntos, comemos juntos, contamos histórias, compartilhamos nossos medos e esperanças, jogamos Frisbee no gramado... houve muitas risadas em um momento em que era difícil encontrar coisas para rir,” disse o diretor Colin Trevorrow ao falar sobre a experiência de filmar durante o isolamento.

Chris Pratt e Colin Trevorrow no set de Jurassic World: Domínio (Imagem: Reprodução/Universal Pictures)
Chris Pratt e Colin Trevorrow no set de Jurassic World: Domínio (Imagem: Reprodução/Universal Pictures)

Mas não só de problemas viveu a produção de Jurassic World: Domínio. As medidas de segurança também ajudaram a criar laços e proximidade entre elenco e equipe, o que pode ter deixado o filme ainda melhor. “Acho que a proximidade um do outro tornou o filme melhor. Tudo o que estávamos passando emocionalmente, compartilhávamos”, explicou Trevorrow. “Ensaiávamos aos domingos, elaborávamos os personagens, o que enriquecia a emoção do filme. Acho que o filme vai ficar mais forte por isso.”

A princípio, o conteúdo do filme não sofreu grandes alterações por causa das filmagens em isolamento e, se tudo der certo, o filme deve estrear em junho de 2022, quando veremos a promessa de dinossauros ainda mais realistas pela mistura única de CGI e animatronics única e não realizada por nenhum outro Jurassic, seja ele Park ou World.

A despedida

O retorno de Sam Neill foi um dos pontos altos de Domínio, ao lado do retorno de Laura Dern e Jeff Goldblum, formando o trio de pesquisadores do primeiro Jurassic Park, que não havia sido reunido desde o início da franquia. Durante as gravações, o autor não poupou os fãs de publicações repletas de nostalgia, mas que mantinham o sigilo sobre o novo filme.

Em agosto, o ator deu um novo “olá” para o icônico chapéu do seu personagem:

Em outubro, aqueceu o coração dos fãs ao aparecer junto a Dern e Goldblum:

Agora, o ator de despede da franquia com uma publicação na sua conta oficial no Twitter, em que diz: “Houve dias em que pensamos que poderíamos não sobreviver. Mas nós... conseguimos o que parecia quase impossível. Grande equipe. Elenco adorável. Diretor incrível. Ufa- e CELEBRAÇÕES.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: