Mercado abrirá em 2 h 39 min
  • BOVESPA

    113.794,28
    -1.268,26 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,99
    -0,62 (-0,85%)
     
  • OURO

    1.765,90
    +9,20 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    47.711,45
    -184,56 (-0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.216,18
    -17,11 (-1,39%)
     
  • S&P500

    4.473,75
    -6,95 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.751,32
    -63,07 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.022,87
    -4,61 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.495,00
    -22,75 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2093
    +0,0245 (+0,40%)
     

Juliano Cazarré e Babaioff trocam alfinetadas em polêmica sobre vacina e papel em 'Pantanal': 'Rezem pelo colega'

·2 minuto de leitura

Escalado para "Pantanal", Juliano Cazarré confessou que teve dúvidas sobre tomar ou não a vacina contra a Covid-19. Mas após uma exigência da TV Globo, que colocou a imunização como primordial para a continuidade dos trabalhos da novela, o ator disse que procuraria um posto de saúde. Nas redes sociais, Armando Babaioff, sem citar nomes, ironizou a escolha de colegas que não queriam ser vacinados.

"Só para dizer que tomei a vacina, se quiserem me escalar para alguma novela, estamos aí. Vacina, sim", disse o ator, que teve o último papel na TV como o vilão de "Bom sucesso", em 2019.

Cazarré, que não gostou da proporção que a história tomou, devolveu a alfinetada ao colega de emissora.

"Aos meus seguidores, peço que rezem uma Ave Maria pelo colega que sugeriu pegar o meu lugar por estar vacinado. Ele é um grande ator e não merece estar nessa situação", disse Juliano Cazarré.

No posicionamento completo, Cazarré, que vai viver Alcides na novela de Bruno Luperi, disse que tinha dúvidas sobre tomar a vacina porque tinha pegado a doença no passado. Acontece que a OMS (Organização mundial de saúde) descartou a hipóteses de que pessoas já infectadas tinham desenvolvido imunidade a doença de forma que não fosse mais necessário tomar a vacina.

"Há alguns dias eu fiz uma consulta à produção de Pantanal sobre a situação da vacina, pois adquiri imunidade ano passado e já li textos falando que a vacina nesses casos pouco adianta, e que uma nova carga viral pode ser prejudicial. Mas deixei claro que se for uma condição da casa para que eu participe de Pantanal, que eu tomarei. O médico tirou as dúvidas sobre o processo como são feitas e eu já tinha me decidido a tomar, assumindo os mesmos riscos que todos os vacinados. No posto me informaram que eu devo passar lá na quinta-feira (amanhã de tarde). É o que farei", escreveu Cazarré.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos