Mercado fechará em 2 h 53 min
  • BOVESPA

    107.310,48
    -1.140,73 (-1,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.617,80
    +175,59 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +0,51 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.667,40
    -2,60 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    19.464,57
    -37,96 (-0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    444,74
    -1,24 (-0,28%)
     
  • S&P500

    3.631,23
    -87,81 (-2,36%)
     
  • DOW JONES

    29.139,47
    -544,27 (-1,83%)
     
  • FTSE

    6.881,59
    -123,80 (-1,77%)
     
  • HANG SENG

    17.165,87
    -85,01 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.180,25
    -375,50 (-3,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2758
    +0,0432 (+0,83%)
     

JPMorgan diz que pouso suave é mais provável do que recessão

(Bloomberg) -- Uma aterrissagem suave se tornou o cenário mais provável para a economia global, e isso continuará a favorecer ativos de risco, segundo estrategistas do JPMorgan que têm sido otimistas com renda variável durante boa parte do ano.

Dados recentes que apontam para a moderação da inflação e das pressões salariais, recuperação do crescimento e estabilização da confiança do consumidor sugerem que o mundo evitará uma recessão, disse a equipe, que inclui Marko Kolanovic e Nikolaos Panigirtzoglou. Os mercados podem se beneficiar do estímulo fiscal na China e dos planos de apoio à energia na Europa.

“Dados econômicos e posicionamento do investidor são fatores mais importantes para o desempenho de ativos de risco do que a retórica do banco central”, escreveram os estrategistas. “Mantemos uma postura pró-risco.”

O sentimento positivo voltou aos mercados nos últimos dias em meio a esperanças de que a inflação possa ter atingido o pico, pelo menos nos EUA. Na segunda-feira, o índice global de renda variável MSCI AC World Index completou seu melhor aumento de quatro dias desde maio.

O JPMorgan argumenta que uma desaceleração gradual da inflação deve ser positiva para ações cíclicas e de empresas menores, que o banco prefere, junto com ações de mercados emergentes e chinesas, a papeis defensivos “caros”. O banco defende a compra de ações de energia na baixa e mantém uma sobre-exposição “agressiva” em commodities.

“Mantemos a visão de que a inflação se resolverá por conta própria uma vez que as distorções se dissipem e o Fed exagerou com uma alta de 0,75 pp”, escreveu a equipe. “Provavelmente veremos um virada do Fed, o que é positivo para ativos cíclicos.”

Os estrategistas estão otimistas com o dólar e esperam que as curvas de juros do Tesouro americano e dos títulos europeus se achatem.

O JPMorgan não está sozinho.

Os dados existentes sugerem que um pouso suave é para onde a economia global está indo, disse em entrevista Isaac Poole, diretor de investimentos da Oreana Financial Services. “Nesse cenário, realmente achamos que os ganhos podem ser relativamente bons no próximo ano nos EUA.”

O crescimento dos lucros “pode surpreender positivamente porque tem muito pessimismo precificado”.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.