Mercado fechado

Jovem diz ter matado padre com faca no Pará e alega ter tido caso amoroso com religioso

·1 minuto de leitura
Cristian Roberto, 19 anos, teria confessado ter matado padre José Ronaldo Gomes de Brito - Foto: Reprodução/Redes sociais
Cristian Roberto, 19 anos, teria confessado ter matado padre José Ronaldo Gomes de Brito - Foto: Reprodução/Redes sociais

Cristian Roberto da Silva, de 19 anos, teria confessado ter matado o padre José Ronaldo Gomes, de 37. O crime aconteceu na virada do ano em Santarém, no Pará. As informações são do Portal G1.

A Polícia Civil, que apura o caso, informou na noite desta segunda-feira (04), que o suspeito de matar o padre foi liberado após prestar depoimento. Equipes da delegacia responsável estariam tentando elucidar o caso.

Leia também

De acordo com o apurado pelo G1, Cristian teria revelado que ele e o padre mantinham uma relação amorosa, mas que recentemente haviam se desentendido. Há a possibilidade de uma segunda pessoa estar envolvida no crime.

Cristian teria admitido que usou uma faca para matar o padre e, posteriormente, pegou o carro da arquidiocese que era usado pelo religioso com o intuito de escapar. O jovem, contudo, teria perdido o controle do veículo que se chocou no muro de uma casa, já nas primeiras horas do dia 1º de janeiro.

Após o acidente, de acordo com o G1, Cristian chegou a ser conduzido pela Polícia Militar à uma delegacia da Polícia Civil, mas ainda não se sabia no momento que ele poderia ser suspeito de um crime de homicídio, já que o corpo do religioso só foi encontrado no último domingo (03).

Por apresentar estado adiantado de decomposição, a causa da morte do padre não foi definida na perícia. Os peritos identificaram uma perfuração no corpo de José Ronaldo alem de objetos com sangue coletados no local. O Instituto Médico Legal deve realizar uma análise de DNA nos próximos dias.