Mercado abrirá em 3 h 48 min
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,41
    +0,13 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.710,60
    -5,20 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    50.150,91
    +217,88 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.004,25
    +17,04 (+1,73%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.631,10
    -44,37 (-0,66%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.673,75
    -8,00 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7699
    -0,0088 (-0,13%)
     

Jovem de 25 anos vira bilionário e admite: ‘totalmente surreal’

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Austin Russell, CEO da Luminar e bilionário aos 25 anos. (Foto: AP Photo/Ben Margot)
Austin Russell, CEO da Luminar e bilionário aos 25 anos. (Foto: AP Photo/Ben Margot)

O jovem americano Austin Russell, de 25 anos, fundador e CEO da empresa Luminar, que trabalha com tecnologia voltada para carros autônomos, acaba de se tornar um bilionário, e admite que a experiência é “totalmente surreal”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A empresa fez uma oferta de ações nesta quinta-feira (3), colocando a fortuna de Russell na casa do bilhão.

Leia também:

Ele fundou a Luminar quando tinha apenas 17 anos. As informações são da rede de notícias CNBC.

A companhia fabrica tecnologia de “visão de máquina”, ou seja, o conjunto de sistemas que conferem aos carros a capacidade de “enxergar” o ambiente ao seu redor, e assim navegar com segurança em modos de piloto automático.

A indústria acredita que esse tipo de tecnologia, disputada por gigantes não só do setor automotivo, mas também por mamutes como Apple, Amazon e Tesla, definirá o futuro da fabricação de automóveis.

“É totalmente surreal e faz todo sentido ao mesmo tempo. É difícil explicar a dicotomia disso, mas esse sempre foi o objetivo”, disse Russell à CNBC. “Nós criamos a empresa para ser um negócio sustentável de longo prazo, e viabilizar o futuro da autonomia para todas essas montadoras. Estamos nisso pelo longo prazo.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube