Mercado abrirá em 1 h 35 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,02
    +0,73 (+1,04%)
     
  • OURO

    1.767,60
    +3,80 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    43.444,32
    -868,54 (-1,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.089,30
    -45,08 (-3,97%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.983,67
    +79,76 (+1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.118,25
    +108,75 (+0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2466
    +0,0019 (+0,03%)
     

Jovem aponta mudança de comportamento de Ângelo após ouro e ressalta humilhações sofridas

·3 minuto de leitura


Vinícius Augusto Reis, artista circense de 21 anos, pontuou que o comportamento de Ângelo Assumpção, ex-integrante da seleção brasileira,
mudou depois do ouro na Copa do Mundo de Ginástica Artística de 2015. Ângelo, vítima de racismo e acusado de humilhar um ginasta de apenas nove anos, passou a desrespeitar técnicos e não cumprir com os horários de treino, segundo Vinícius, em entrevista ao 'UOL Esportes'. O jovem também apontou humilhações feitas por Ângelo.

- As atitudes dele mudaram totalmente a partir do momento que ele ganhou aquela Copa em 2015. Todo mundo falava que subiu à cabeça e que ele virou outra pessoa. Começou a se achar um pouco, não respeitava mais ninguém, os técnicos... - pontua o jovem, que completou:

- Não chegava no horário no treino. Eu presenciei isso porque eu treinava no mesmo horário que ele. Eu via ele não indo no treino na segunda-feira porque domingo ele estava em uma festa, estava cansado e falava que não ia. Ele humilhava muito as pessoas, falava 'você é ruim, você é isso, você é aquilo'. Sempre apontando o dedo na cara dos outros - ressaltou Vinícius.

BULLYING
Vinícius publicou no Twitter as acusações de bullying e humilhações praticadas por Ângelo, nesta terça-feira. O jovem também publicou um vídeo que mostra Ângelo o prendendo dentro de um armário, lhe xingando e dando tapas no rosto, para depois dizer "sai do armário", expressão que se refere ao anúncio da orientação de homossexuais.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

OBRIGADO A FAZER FAVORES
O jovem também ressalta que Ângelo o obrigava a fazer "favores", como lavar sua roupa e louça, após Vinícius ter quebrado seu fone. Ângelo também o obrigava a dormir em um colchão em sua sala e, inclusive, em um final de semana, trancou a porta do quarto onde estavam a mochila e a carteirinha de Vinícius, essenciais para que o atleta pudesse entrar no clube e se alimentar.

- Eu fui na dele. Só que nesses dez favores, às vezes, ele pedia uma coisa meio nada a ver, e eu falava 'não vou fazer'. Ele falava 'se você não fizer em tantos segundos, eu vou aumentar os favores'. E esses favores iam aumentando e não acabavam nunca e de repente virou favores infinitos - lamenta Vinícius, e acrescenta:

- Naquele momento, eu estava no meu limite, esgotado de todas as coisas que já tinha passado calado. Não tinha o que comer, sem minha carteirinha do clube e sem dinheiro para comprar comida - relembrou.

Sem a carteirinha e a mochila, Vinícius teve que ligar para o líder do apartamento, que pediu que Ângelo retornasse o mais rápido possível, mas o ginasta demorou um dia.

- Quando ele abriu a porta, eu entrei no quarto e não queria olhar para a cara dele. Ele começou a gritar, falando que eu não podia ter falado nada daquilo, que eu estava devendo para ele. Voltou a história do fone, falou que eu ia ter que pagar porque eu não estava cumprindo os favores... Eu falei para ele: 'não vou fazer mais favores para você, não vou fazer mais nada do que você pede, do que você manda - disse Vinicius.

ARTISTA DE CIRCO
Vinícius largou a ginástica em 2018, após uma lesão no pé. Atualmente vive em Uberlândia, em Minas Gerais, sua cidade natal, e passou em uma seletiva da Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro. O jovem também afirmou que se sentiu no dever de contar sua história após Ângelo negar as acusações feitas por Gabriel Alves, ex-integrante da seleção brasileira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos